Início / Ciência e Tecnologia / Campanha sobre o fim da transmissão analógica de TV começa hoje em São Paulo

Campanha sobre o fim da transmissão analógica de TV começa hoje em São Paulo

Criado em 21/05/15 13h00 e atualizado em 21/05/15 16h21
Por Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição:Marcos Chagas Fonte:Agência Brasil

Moradores da cidade de São Paulo e de 27 municípios que ainda assistem as programações de TV aberta pelo sistema analógico começam hoje (21) a ser alertados sobre o fim desse tipo de transmissão a partir de 15 de maio de 2016.

A campanha é obrigatória para os radiodifusores e foi estabelecida em portaria do Ministério das Comunicações. O objetivo é preparar a população para as recepções pelo formato digital , que tem melhor qualidade de imagem e som, além de outras vantagens, como suporte à recepção móvel, multiprogramação e interatividade.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em alguns períodos os telespectadores verão em sua tela a letra A, símbolo da televisão analógica , que depois ganhará as demais letras formando a palavra Analógico. Uma tarja exibida logo abaixo, informará sobre a necessidade de se adaptar um conversor de TV digital aos aparelhos antigos para continuar assistindo as programações.

O aviso indicará também a opção de troca do aparelho por uma TV digital, lembrando que pode ser necessário o uso de uma antena apropriada, preferencialmente externa. Os alertas deverão ser mais frequentes à medida em que for se aproximando o término da trasmissão analógica.

A Anatel lembra que a maioria dos modelos mais novos de TV, de tela fina (plasma, LCD e LED, por exemplo), já é entregue ao consumidor com um conversor digital integrado. “Mas é recomendável consultar o manual do produto para ter certeza”, alerta o órgão.

Maiores informações poderão ser obtidas por meio do endereço eletrônico www.vocenatvdigital.com.br ou pelo número de telefone 147. As ligações são gratuitas. Em ambos os casos, o atendimento será feito por funcionários da Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD).

Brasil atinge 273 milhões de celulares

A entidade, formada por empresas de telecomunicações, é responsável pelo auxílio aos consumidores sobre as providências que devem ser adotadas para permitir que continuem assistindo a TV aberta em seu formato digital. Com o fim das transmissões pelo formato analógico, essas empresas utilizarão a faixa de radiofrequência (700 megahertz) para aumentar a capacidade de atendimento aos usuários dos serviços de telefonia e internet de quarta geração (4G LTE), no Brasil. Desde 2013, esses serviços ocorrem por meio da radiofrequência de 2,5 gigahertz.

O desligamento do sinal analógico da TV aberta acabará, gradualmente, em 2018. No próximo ano, o cronograma inclui o Distrito Federal e cidades próxima, em abril; as regiões metropolitanas de São Paulo, em maio; Belo Horizonte, em junho; Goiânia, em agosto, e Rio de Janeiro, em novembro. A campanha já está em andamento em Rio Verde (GO) e na região do Distrito Federal.

A operação para implantar o novo sistema, bem como o 4G LTE é coordenada pelo Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), que é presidido por um conselheiro diretor da Anatel, com a participação do Ministério das Comunicações e das empresas de telecomunicações envolvidas.

Editor Marcos Chagas

Creative Commons – CC BY 3.0

Deixe seu comentário

Comentários

comentários

Veja Também

Em 2015 no Google: economia e corrupção são os temas mais buscados por brasileiros

O Google revelou, nesta quarta-feira (16), a edição de 2015 do “ano em pesquisa” (A …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!