Início / Política / Presidente da AMB pede audiência a Cardozo para falar sobre a Lava Jato

Presidente da AMB pede audiência a Cardozo para falar sobre a Lava Jato

O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo Costa, quer conversar com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre a Operação Lava Jato. Ele encaminhou hoje (19) um pedido de audiência ao ministério. A entidade informou, por meio de nota, que o objetivo é aprofundar as investigações na gestão das empreiteiras citadas na Operação Lava Jato.

“O Judiciário precisa conduzir esse processo e avançar com independência no combate à corrupção e à impunidade. A Operação Lava Jato trouxe fortes indícios de que muitas dessas empreiteiras que estão sendo investigadas atuam como verdadeiras organizações criminosas cartelizadas que estão saqueando os cofres públicos há anos. É necessário que o Executivo promova uma investigação profunda, além das denúncias da Petrobras”, explicou Costa na nota à imprensa.

De acordo com a associação, o presidente da AMB está preocupado com a “pressão política que parece se intensificar sobre as investigações da Lava Jato”. Na semana passada, o jornal Folha de S.Paulo, publicou reportagem em que diz que advogados das empreiteiras UTC e da Camargo Corrêa se reuniram com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para tratar de questões relacionadas a Lava Jato. Mas, por meio de nota, o ministro informou que teve reunião apenas com representantes da empresa Odebrecht, no dia 5 de fevereiro, às 15h30. Cardozo acrescentou que é “dever do ministro da Justiça e de quaisquer servidores públicos receber advogados no regular exercício da profissão, conforme determina o Estatuto da Advocacia”.

No começo da noite, o Ministério da Justiça confirmou o recebimento do pedido de audiência do presidente da AMB com o ministro José Eduardo Cardozo.

Comentários

comentários

Veja Também

Publicação da ata da convenção municipal do Partido da República

Publicação da ata da convenção municipal da comissão provisória de Maraú do Partido da República …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!