Início / Política / Em depoimento, Costa discorda de valor de prejuízo com corrupção na Petrobras

Em depoimento, Costa discorda de valor de prejuízo com corrupção na Petrobras

Em depoimento prestado hoje (13) na Justiça Federal em Curitiba, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa considerou “equívoco gigantesco” o prejuízo de R$ 88,6 bilhões, estimado com as perdas por corrupção na Petrobras. Nos esclarecimentos prestados ao juiz federal Sérgio Moro, Costa afirmou que o pagamento de propina ocorria apenas nos contratos das empreiteiras que faziam parte do cartel nos contratos com a estatal.

“A Petrobras tem milhares de contratos. Os que tiveram problema de propina foram os contratos das empresas do cartel. Eu listei [na delação ] 12 ou 13 empresas do cartel. Se olhar o número de empresas que têm contrato com a Petrobras, são centenas. Há um equívoco gigantesco nesse número que se fala aí”, disse.

O levantamento sobre o prejuízo foi feito por consultorias independentes e indicou que a Petrobras teria acumulado prejuízo de R$ 88,6 bilhões com os casos de corrupção. No entanto, o valor foi desprezado porque a metodologia foi considerada inadequada.  Após a divulgação do número, a ex-presidenta da estatal Graça Foster renunciou ao cargo. 

Costa foi ouvido na ação penal em que são réus Nestor Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, e o empresário Fernando Soares, apontado como um dos operadores do esquema. Ele teria direito de ficar em silêncio, mas foi obrigado a responder às perguntas por ter assinado acordo de delação premiada.

Comentários

comentários

Veja Também

Dilma conversa com empresários brasileiros formas de ampliar relações com EUA

Idioma Português, Brasil fonte: Agência Brasil – Política Comentários comentários

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!