Início / Política / Eleição para Mesa Diretora do Senado é adiada mais uma vez

Eleição para Mesa Diretora do Senado é adiada mais uma vez

A eleição da Mesa Diretora do Senado foi adiada mais uma vez. Ela deveria ter acontecido às 10h de hoje, foi adiada para as 16h, e agora novamente adiada para as

16h de amanhã (4). Os líderes partidários não conseguem chegar a um consenso sobre as indicações para cada cargo, e algumas legendas querem lançar candidaturas avulsas para a disputa.

Historicamente, a escolha dos membros da Mesa sempre seguiu a regra da proporcionalidade. Ou seja: os partidos escolhem os cargos que querem ocupar pela ordem de tamanho das bancadas. Desta vez, no entanto, algumas legendas não aceitam seguir a regra porque, pela norma vigente, partidos como PMDB e PT, que têm as duas maiores bancadas, têm direito a dois cargos na Mesa, enquanto outros, de bancada reduzida, ficam de fora.

“O PT e o PMDB deveriam abrir mão de uma vaga para termos os 12 partidos com representação na Mesa, e eles não querem fazer isso”, justificou o senador Blairo Maggi (PR-MT).

Para o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o impasse se criou depois que a regra da proporcionalidade foi quebrada pela candidatura avulsa do senador Luiz Henrique (PMDB-SC) para a presidência da Casa, mesmo sem o aval do PMDB, que apoiou a reeleição de Renan. Luiz Henrique foi apoiado por partidos de oposição e alguns colegas pemedebistas. “Houve uma pulverização de candidaturas para todos os cargos, estimulada pela quebra da proporcionalidade”, declarou o presidente.

No entanto, o novo líder do Democratas, senador Ronaldo Caiado (GO), acusa o próprio Renan Calheiros de estimular a quebra de acordo depois de ter enfrentado a candidatura oposicionista de Luiz Henrique. “Infelizmente, o próprio presidente está fomentando um quadro de candidaturas avulsas de outros partidos naqueles cargos que já estão definidos pela proporcionalidade, o que cria um clima conflituoso”, disse.

As indicações oficiais, seguindo a regra da proporcionalidade, determinam que Jorge Viana (PT-AC) ocupe a primeira vice-presidência, Romero Jucá (PMDB-RR) ocupe a segunda vice-presidência, Paulo Bauer (PSDB-SC) fique com a primeira secretaria, Ângela Portela (PT-RR) ocupe a segunda vice-presidência, Zezé Perrela (PDT-MG) tenha a terceira secretaria e Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) a quarta secretaria.

Comentários

comentários

Veja Também

Publicação da ata da convenção municipal do Partido da República

Publicação da ata da convenção municipal da comissão provisória de Maraú do Partido da República …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!