Início / Política / Renan Calheiros diz que maioria do PMDB decidirá nome para presidir o Senado

Renan Calheiros diz que maioria do PMDB decidirá nome para presidir o Senado

 

Brasília - Sessão plenária deliberativa do Senado discute a criação da CPI da Petrobras. Na foto, o presidente do Senando, Renan Calheiros (José Cruz/Agência Brasil)

Por meio de nota, Renan Calheiros disse que a indicação do candidato do PMDB é da maioria da bancadaJosé Cruz/Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan

Calheiros (PMDB-AL), falou hoje (28), pela primeira vez, a respeito das eleições para a nova Mesa Diretora da Casa. Renan é o nome mais cotado para se reeleger à presidência, mas até hoje não admitiu ser candidato oficialmente.

Em nota divulgada esta tarde, a assessoria de Renan informou que ele recebeu o senador Luiz Henrique (PMDB-SC) hoje pela manhã para tratar da eleição para a presidência do Senado. O senador catarinense anunciou ontem (27) que será candidato, mesmo que o atual presidente formalize sua candidatura.

De acordo com a nota, Renan disse a Luiz Henrique que a decisão sobre o candidato do PMDB deverá ser tomada pela maioria dos 19 senadores que compõem a bancada do partido.

“O senador Renan Calheiros ponderou ao senador Luiz Henrique da Silveira que a indicação do nome para disputar a presidência do Senado Federal é feita pela maior bancada, de modo a não violar a proporcionalidade e o regimento”, ressaltou a nota.

Depois da reunião com Renan, Luiz Henrique disse que sua candidatura é “uma coisa natural” e que conta com o apoio de partidos de oposição para a disputa. “Eu disse que na política se trabalha com realidade. Sei quantos votos tenho na bancada. Não poderia submeter a um grupo menor a vontade de um grupo que perpassa diversos partidos”, disse.

Hoje à tarde, Luiz Henrique teve reuniões com líderes do PDT e do PSB no Senado. Representantes dos dois partidos ainda não tomaram qualquer decisão de apoiá-lo oficialmente, mas não escondem a tendência.

Senador Luiz Henrique

Senador Luiz Henrique diz que sua candidatura conta com apoio de partidos de oposiçãoArquivo/Agência Brasil

Para tentar garantir o apoio do PSB, Luiz Henrique se comprometeu com a pauta proposta pelo partido.

Conforme a líder do PSB, senadora Lídice da Mata (BA), a candidatura do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) está mantida.

“Precisamos de certa independência para que o Senado tome posicionamento de acordo com a agenda que as ruas exigem. Elas exigiram uma reforma política. Nós que somos políticos e disputamos as últimas eleições sabemos que ela é necessária. Não é possível mais ficar debatendo se é plebiscito ou referendo, transformando isso no substantivo da reforma. O substantivo da reforma é debater e votar. E nós queremos que isso aconteça no primeiro semestre deste ano”, afirmou a líder pessebista.

Segundo ela, a bancada do PSB decidirá até o fim da semana sobre o apoio a Luiz Henrique. A eleição para presidência do Senado ocorrerá domingo (1º). O PMDB tem a prerrogativa de indicar um nome para o cargo, porque tem a maior bancada da Casa.

Comentários

comentários

Veja Também

Publicação da ata da convenção municipal do Partido dos Trabalhadores

Publicação da ata da convenção municipal da comissão provisória de Maraú do Partido dos Trabalhados …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!