Início / Política / Filha de Janene acusa presidente da CPI da Petrobras de mentiroso

Filha de Janene acusa presidente da CPI da Petrobras de mentiroso

A filha do ex-deputado José Janene, Danielle Janene, acusou hoje (20) o deputado Hugo Motta (PMDB-PB), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, de estar “mentindo” ao afirmar que foi procurado pela mulher de Janene, Stael Fernanda Janene, que lhe teria dito que o caixão do ex-deputado estava lacrado e ela não teria visto o corpo do marido depois de morto.

“Fiquei bastante chocada com a notícia. Acho um absurdo isso. O deputado foi desrespeitoso e mentiroso”, disse Danielle. Segundo a filha do ex-deputado, ao afirmar que havia sido procurado por Stael o presidente da CPI foi no mínimo “irresponsável” e “não tem credibilidade nem para estar na CPI da Petrobras”.

“O deputado está expondo nossa família, falando inverdades e colocando em suspeição a minha família e os órgãos que cuidaram da liberação do corpo, do atestado de óbito e do próprio sepultamento do meu pai”, disse Danielle.

Danielle informou que morava em São Paulo quando o ex-deputado Janene foi internado no Incor, sofreu duas paradas cardíacas, foi reanimado e faleceu dias depois de septicemia – infecção generalizada com falência múltipla dos órgãos – e não de infarto. A filha de Janene disse que acompanhou todo o sofrimento do pai no hospital, “até o último suspiro dele”.

De acordo com Danielle Janene, o corpo de seu pai foi transladado para Londrina, no Paraná, e velado na Mesquita da cidade. “O caixão estava aberto e foi cumprido todo o ritual da religião dele – muçulmana. No cemitério, o corpo foi retirado do caixão e preparado pelos familiares para o sepultamento, onde foi envolvido em uma túnica conforme mandam os preceitos da religião muçulmana para ser sepultado”, disse.

Segundo Danielle Janene, a noticia do pedido de exumação do corpo do ex-deputado José Janene “ofendeu toda a minha família, todos os muçulmanos e amigos do meu pai”. Ainda de acordo com Danielle, sua madrasta, Stael Janene, nega todas as declarações atribuídas a ela e afirma que não falou nada do que o deputado Hugo Motta disse hoje na CPI da Petrobras.

Comentários

comentários

Veja Também

Publicação da ata da convenção municipal do Partido dos Trabalhadores

Publicação da ata da convenção municipal da comissão provisória de Maraú do Partido dos Trabalhados …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!