Início / Política / Senado rejeita a indicação do embaixador Guilherme Patriota para a OEA

Senado rejeita a indicação do embaixador Guilherme Patriota para a OEA

O plenário do Senado rejeitou hoje (19) a indicação do embaixador Guilherme Patriota para a representação do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), feita pela presidenta Dilma Rousseff. Irmão do ex-ministro de Relações Exteriores Antonio Patriota, o diplomata rejeitado para a OEA teve 38 votos contrários e 37 favoráveis à sua indicação.

Para ser aprovado pelo Senado, Guilherme Patriota precisaria de 41 votos favoráveis. “Só quero lamentar até onde a disputa político-partidária está indo aqui, neste plenário do Senado. É a primeira vez na história que um diplomata de carreira é rejeitado pelo Senado Federal. Eu acho simplesmente um fato lamentável”, disse o senador Lindbergh Faria (PT-RJ), logo após o anúncio da rejeição. Outros senadores, também lamentaram que a indicação não tenha sido aprovada.

O líder do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PB), lembrou que Patriota já tinha “passado raspando” na Comissão de Relações Exteriores do Senado, quando foi sabatinado. “A sabatina não é um mero ato protocolar; não é um rito de passagem; muito menos é uma ação entre amigos. A sabatina serve para que o sabatinado possa revelar à República a sua forma de pensar. E nas respostas que foram dadas pelo sabatinado na última quinta-feira, na Comissão de Relações Exteriores, ficou patente que ele poderia melhor representar a Venezuela do que o Brasil, com as repostas que foram dadas”, disse o senador.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ressaltou que a decisão do plenário é “soberana” e não pode ser questionada. “Para além de ser um fato lamentável, é uma decisão do Senado Federal que nós temos que respeitar; é uma decisão do Senado Federal que tem que ser respeitada, sim”, disse o presidente.

Antes de Guilherme Patriota, o plenário votou a indicação do diplomata Paulo Cesar de Oliveira para assumir a embaixada do Brasil na França e em Mônaco. Oliveira foi aprovado com 66 votos a favor e quatro contrários, além de uma abstenção.

Comentários

comentários

Veja Também

Publicação da ata da convenção municipal do Partido dos Trabalhadores

Publicação da ata da convenção municipal da comissão provisória de Maraú do Partido dos Trabalhados …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!