Início / Política / Temer recebe proposta para aumentar participação de mulheres na política

Temer recebe proposta para aumentar participação de mulheres na política

Deputadas e senadoras apresentaram, nesta terça-feira (5), ao vice-presidente da República, Michel Temer, um projeto para que o Congresso Nacional passe a contar com, pelo menos, 30% de mulheres na sua composição. A intenção é que a cota seja incluída nas propostas em discussão sobre a reforma política.

De acordo com a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), duas propostas de emenda à Constituição estão tramitando no Congresso com o teor, como parte da campanha Mais Mulheres na Política.

“Queremos que nenhum Parlamento do Brasil possa ter assentos ocupados por mais de 70% do mesmo gênero”, disse. “Nós mulheres, depois de muito debate, discussão e polêmica, entendemos que é necessária nossa união para que a gente possa encaminhar a pauta de gênero no bojo da reforma política. Não entramos no mérito do sistema político eleitoral e, por isso, apresentamos uma proposta que é genérica e cabe em qualquer sistema”.

Vanessa informou que a ideia da bancada feminina é mudar a legislação atual, que determina uma cota para as mulheres de 30% nas candidaturas de cada partido, para que essa reserva seja cumprida nas cadeiras ocupadas no Legislativo. Desse modo, o percentual deveria ser cumprido na Câmara e no Senado. “Eles querem a mulher só para cumprir [a cota atual], eles não querem a mulher para dar tempo na televisão, para dar dinheiro do fundo partidário, para fazerem campanha. Porque a tradição política brasileira é masculina, ela termina com ‘o'”.

Segundo a senadora Marta Suplicy (sem partido-SP), que também esteve presente na reunião, Temer demonstrou apoio à proposta das parlamentares. “Ele se manifestou como vice-presidente e presidente do PMDB a favor da nossa causa. E lembrou de um parecer do [jurista] Celso Bandeira de Melo em favor da constitucionalidade do projeto. Acho que temos um apoio forte”.

Após as eleições de 2014, a presença das mulheres na Câmara Federal não passa dos 10%, segundo levantamento da Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República. De acordo com as contas da senadora Vanessa Grazziotin, a reserva seria de pouco mais de 150 cadeiras na Câmara e, de 27, no Senado.

Comentários

comentários

Veja Também

Dilma conversa com empresários brasileiros formas de ampliar relações com EUA

Idioma Português, Brasil fonte: Agência Brasil – Política Comentários comentários

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!