Início / Mundo / Human Rights Watch pede que prefeito de Caracas seja libertado

Human Rights Watch pede que prefeito de Caracas seja libertado

A Human Rights Watch (HRW) pediu a libertação do prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, da oposição, após o que classificou como detenção “arbitrária” de que foi alvo por parte de agentes do serviço secreto da Venezuela.

“Sem provas da prática de um delito, o prefeito nunca deveria ter sido detido e deveria ser imediatamente libertado.

Caso isso não ocorra, estaremos perante um novo caso de detenção arbitrária contra opositores, num país onde não há independência judicial”, afirmou o diretor da HRW para as Américas, José Miguel Vivanco.

Em comunicado, a organização ressalta que o governo da Venezuela “é responsável pela vida e integridade física” de Antonio Ledezma, “detido sem ordem judicial e agredido” pelos agentes.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, confirmou que Ledezma vai ser alvo de um processo judicial “por todos os delitos cometidos contra a paz do país”.

A detenção de Antonio Ledezma, líder do partido Alternativa Democrática, ocorreu na quinta-feira, um ano depois da detenção de outro membro da oposição Leopoldo López, dirigente do partido Vontade Popular.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!