Início / Mundo / Dirigente da Al Qaeda que ameaçou a França é morto no Iêmen

Dirigente da Al Qaeda que ameaçou a França é morto no Iêmen

A Al Qaeda anunciou hoje (5) que um dos seus dirigentes, Harith Al Nadhari, que ameaçou a França com novos ataques após os atentados de Paris, morreu no Iêmen vítima

de um drone americano.

Nadhari e três militantes foram mortos no dia 31 de janeiro durante ataque com um avião não tripulado (drone). O drone atingiu o automóvel em que estavam na província de Shabwa, no Sul do Iêmen, segundo a Al Qaeda na Península Arábica (AQPA).

Os outros mortos são Said Bafaraj, Abdelsamie Al Haddaa e Azzam Al Hadrami. Após os ataques contra a redação do jornal Charlie Hebdo e um supermercado judaico, em janeiro, Nadhari ameaçou a França com novas ações. Outro dirigente do ramo iemenita da Al Qaeda, Nasser Bin Ali Al Ansi, reivindicou os atentados de Paris quatro dias depois.

Segundo a Fundação Nova América, os Estados Unidos promoveram mais de 110 ataques contra militantes no Iêmen desde 2009, a maioria com drones.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!