Início / Mundo / Estado Islâmico afirma ter queimado vivo piloto jordaniano

Estado Islâmico afirma ter queimado vivo piloto jordaniano

O grupo extremista Estado Islâmico divulgou hoje (3) um vídeo em que afirma ter queimado vivo o piloto jordaniano capturado em dezembro. O vídeo, segundo agências internacionais, mostra um homem,

apresentado como Maaz Al Kassasbeh, envolto em chamas dentro de uma cela metálica.

A autenticidade das imagens não foi confirmada até ao momento. Kassasbeh foi capturado em 24 de dezembro, depois de o caça-bombardeiro F-16 que pilotava se ter caído no Norte da Síria, durante uma missão da coligação internacional que combate os “jihadistas”.

O governo jordaniano chegou a se oferecer para libertar uma “jihadista” iraquiana condenada à morte na Jordânia, Sayida al-Rishawi, em troca da libertação do piloto. A última vez que Kassasbeh apareceu vivo foi num vídeo do grupo extremista em que aparecia juntamente com o jornalista japonês Kenji Goto, cuja execução foi anunciada no sábado.

info_muçulmanos2

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!