Início / Mundo / Ucrânia, Rússia e separatistas reúnem-se amanhã para negociar trégua em conflito

Ucrânia, Rússia e separatistas reúnem-se amanhã para negociar trégua em conflito

Representantes da Ucrânia, dos separatistas, da Rússia e Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce) voltam a se reunir amanhã (30), em Minsk, para negociar uma trégua no

conflito, que voltou a se agravar esta semana.

“O Grupo de Contato sobre a Ucrânia informou a representantes bielorrussos da realização de uma reunião em Minsk em 30 de janeiro”, anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Bielorrússia.

Segundo comunicado da presidência, pouco antes o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, tinha apelado ao Grupo de Contato, composto por um ex-presidente ucraniano, o embaixador russo em Kiev e um representante da Osce, para “realizar consultas urgentes [com os rebeldes] e obter um cessar-fogo imediato”.

Autoridades separatistas de Donetsk confirmaram à agência France Presse que terão representantes em Minsk, mas manifestaram dúvidas sobre a data.

“Se o encontro ocorrer em Minsk, naturalmente vamos participar. Mas não quero precipitar as coisas, porque, no passado, negociações foram anuladas várias vezes”, disse Andrei Pourguine, presidente do ‘parlamento’ da república separatista.

O dirigente da república rebelde vizinha de Lugansk, Igor Plotnitski, informou à agência Ria Novosti que também enviará representante. “Se houver documentos para assinar, eu e (o ‘presidente’ de Donetsk) Alexandr Zakhartchenko também iremos”, acrescentou.

A última rodada de conversações em Minsk, em 24 de dezembro, não gerou qualquer acordo. Por isso, a situação no Leste da Ucrânia degradou-se, com os rebeldes lançando, em meados de janeiro, nova ofensiva contra as forças ucranianas.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, desde o início do conflito, em abril de 2014, mais de cinco mil pessoas já foram mortas.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!