Início / Mundo / Governo da Malásia declara como acidente desaparecimento do voo MH370

Governo da Malásia declara como acidente desaparecimento do voo MH370

A Malásia declarou hoje (29), oficialmente, que o desaparecimento do voo MH370, em março passado, foi “um acidente” e que as 239 pessoas a bordo presumivelmente morreram, o que permite

acelerar o pagamento de compensações às famílias.

“É com profundo pesar que declaramos oficialmente, em nome do governo da Malásia, que o voo MH370 da Malaysia Airlines” foi vítima de “um acidente”, declarou o chefe da aviação civil malaia, Azharuddin Abdul Rahman. “Presumivelmente, os 239 passageiros e tripulantes a bordo do voo morreram”, acrescentou.

O reconhecimento oficial pelas autoridades de que o desaparecimento é um acidente permitirá às famílias das vítimas reclamar compensações e a companhia poderá recorrer às seguradoras.

“Esperamos que esta declaração permita às famílias conseguir a ajuda de que precisam, em particular por meio de compensações”, disse o chefe da aviação civil malaia. Inicialmente, as autoridades tinham previsto fazer o anúncio em coletiva de imprensa, mas a presença das famílias descontentes levou à anulação do encontro com os jornalistas.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines desapareceu no dia 8 de março de 2014, depois de ter levantado voo de Kuala Lumpur com destino a Pequim.

O avião mudou bruscamente de rota uma hora depois da decolagem, sem explicação. Virou para oeste, depois sul, em direção ao Oceano Índico, onde caiu após várias horas de voo, sem combustível.

Os pilotos não enviaram qualquer mensagem, mas a trajetória do avião pôde ser reconstituída graças aos sinais captados por satélites. O local preciso da queda do avião permanece desconhecido e não foi encontrado qualquer vestígio do aparelho, apesar das buscas aéreas e submarinas, ao largo da costa ocidental da Austrália.

As razões da mudança de trajetória e do silêncio da tripulação continuam sem esclarecimentos. O ano passado foi difícil para a aviação civil malaia, com a perda de dois aviões da Malaysia Airlines – o voo MH370, e o voo MH17 abatido em julho por um míssil no Leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo – e o acidente da AirAsia, no final de dezembro, ao largo da Indonésia, que fez 162 mortos.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!