Início / Mundo / Raul Castro: é necessário fim de embargo para avançar negociações com EUA

Raul Castro: é necessário fim de embargo para avançar negociações com EUA

O presidente de Cuba, Raul Castro, aproveitou a terceira cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) para detalhar nesta quarta-feira (28) a posição de seu país nas negociações com

os Estados Unidos.  Na semana passada, representantes dos dois países reuniram-se em Havana para reestabelecer relações após 50 anos de guerra fria. Segundo Castro, isso só será possível se o governo norte-americano colocar um fim ao embargo que impôs à ilha há meio século.

“O bloqueio econômico, comercial e financeiro – que provoca enormes danos humanos e econômicos e viola o direito internacional – deve cessar”, disse Castro, em discurso aos lideres de outros 32 paises. O presidente cubano também exigiu “a devolução do território indevidamente ocupado pela Base Naval de Guantánamo” e a “justa compensação ao povo [de Cuba] pelos danos” que sofreu pelo embargo norte-americano.

Sem um compromisso maior, disse Castro, a iniciativa do presidente Barack Obama – anunciada no dia 17 de dezembro e aplaudida pelos governos da região – “perde sentido”. A Celac vai aprovar um documento pedindo o final do bloqueio a Cuba.

O bloco – que reúne todos os países das Américas, com exceção dos Estados Unidos e Canadá – nasceu como uma alternativa à Organizacao de Estados Americanos (OEA), da qual Cuba não faz parte, embora o governo cubano tenha sido convidado para participar da próxima Cúpula das Américas, reunião da OEA que ocorrerá no Panamá em abril.

 

 

 

 

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!