Início / Mundo / Ministros europeus discutem registro de passageiros para combater terrorismo

Ministros europeus discutem registro de passageiros para combater terrorismo

Os ministros do Interior da União Europeia (UE) se reúnem nesta quinta (29) e sexta-feira (30), em Riga, na Letônia, para discutir uma série de medidas de combate ao terrorismo. A

mais polêmica delas é a criação de um registro comum de dados de passageiros que entram e saem da Europa, contestada por entidades ligadas à área de direitos civis.

A proposta prevê que as companhias aéreas forneçam às autoridades informações sobre reservas de vôos e check-in, datas de viagens, dados pessoais dos passageiros, dados bancários e meios de pagamento utilizados, entre outros. Essas informações seriam armazenadas num sistema comum a todos os países da União Europeia, facilitando o trabalho de inteligência policial. Autoridades acreditam que a medida é vital para rastrear extremistas que tentarem retornar da Síria e do Iraque para a Europa.

Durante um debate realizado hoje (28) no Parlamento Europeu, parlamentares se dividiram em relação à proposta, que tramita na casa desde 2011. O comissário para Assuntos Internos da União Europeia, Dimitris Avramopoulos, que participou do debate, disse que “o registro de passageiros é necessário para ampliar a segurança dos países europeus”, e que “a Comissão Europeia pretende trabalhar junto com os legisladores para que a proposta esteja em linha com os direitos fundamentais”.

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, publicada hoje, o vice-presidente da Comissão de Liberdades Civis do Parlamento Europeu, Jan Philipp Albrecht, afirmou que a retomada, pela Comissão Europeia, do debate sobre a retenção de dados de passageiros é uma afronta ao Parlamento Europeu e à Corte Europeia de Justiça, que já declararam que a medida é “desproporcional”.

Apresentada em fevereiro de 2011 no Parlamento Europeu, o projeto de lei que prevê a criação de um registro único de dados de passageiros foi rejeitado pelo Comitê de Liberdades Civis, por 30 votos a 25. Em junho de 2013, o Parlamento decidiu, em uma sessão plenária, reenviar a proposta para o Comitê, na busca de um acordo sobre o tema. Com os ataques terroristas ocorridos em Paris, nos dias 7 e 9 de janeiro, a proposta voltou ao centro das atenções.

Durante a reunião em Riga, os ministros do Interior abordarão, também, outras medidas previstas na Agenda Europeia de Segurança 2015-2020, que deve ser apresentada pela Comissão Europeia nos próximos meses. Entre elas estão novos métodos de escaneamento de passageiros nos aeroportos, melhor treinamento das equipes de segurança, combate ao financiamento e tráfico de armas para os grupos extremistas e novos meios de proteger alvos fáceis – como supermercados, pontos turísticos e locais públicos – contra ataques terroristas.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!