Início / Mundo / Evo Morales assume a presidência da Bolívia pela terceira vez

Evo Morales assume a presidência da Bolívia pela terceira vez

Foto oficial da posse do presidente da Bolívia, Evo Morales

Foto oficial da posse do presidente da Bolívia, Evo MoralesRoberto Stuckert Filho/Presidência da República

O presidente da Bolívia, Evo Morales, assumiu, hoje (22), pela terceira vez consecutiva, a presidência do

país. O novo mandato valerá para o período de 2015 a 2020. A presidenta Dilma Rousseff participou da cerimônia de posse, em La Paz, capital do país.

Com o terceiro mandato, o presidente boliviano se torna o governante que ficou mais tempo no comando do país sul-americano. Ele assumiu o poder – pela primeira vez – em 22 de janeiro de 2006. Foi o primeiro mandatário boliviano a ser eleito Presidente da República em primeiro turno em mais de trinta anos. Foi reeleito em 6 de dezembro de 2009.

Antes de fazer o juramento no cargo, Morales recebeu cinco dirigentes indígenas e sindicais no Palácio Quemado. Ele entregou aos dirigentes, simbolicamente, a medalha e a faixa presidencial para que fossem levadas ao Legislativo.

Vestido com traje escuro adornado com motivos andinos e com uma camisa branca, Morales se dirigiu à Assembleia Legislativa para a investidura no cargo. No discurso de posse, Evo Morales disse que reduzirá a pobreza. “Até 2020 nos comprometemos e estamos convencidos que vamos reduzir a extrema pobreza a apenas um dígito, a 8% ou 9%”, disse.

Álvaro García Linera fez o juramento como vice-presidente de Bolívia, cargo que também dá direito à presidência do Parlamento onde o partido de Morales, o Movimento ao Socialismo, tem maioria.

A posse dos governantes bolivianos contou com a presença dos presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, que faz sua primeira visita ao país; da Costa Rica, Luis Guillermo Solís; do Equador, Rafael Correa; do Paraguai, Horácio Cartes; de Trinidad e Tobago, Anthony Carmona, e da Venezuela, Nicolás Maduro, entre outros. Também participaram os vice-presidentes da Argentina, da Bielorrúsia, de Cuba, da Nicarágua e do Peru.

Os eventos de recondução do presidente boliviano começaram ontem (21) com um ritual ancestral indígena em um sítio arqueológico chamado Tiwanaku.

*Com informações da Agência Telam e Agência Boliviana de Notícias

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!