Início / Mundo / Primeiro-ministro do Iêmen deixa residência cercada por milícias xiitas

Primeiro-ministro do Iêmen deixa residência cercada por milícias xiitas

O primeiro-ministro do Iêmen, Khaled Bahah, deixou hoje (21) sua residência, no centro da capital, Sana, depois de ter negociado a saída após dois dias de cerco por milícias xiitas,

disse o porta-voz do governo, Rajeh Badi. Ele deixou a residência, conhecida como Palácio da República, e seguiu para um “destino seguro”, acrescentou o porta-voz.

Milícias xiitas, equipadas com armamento pesado, cercaram segunda-feira (19) à noite a residência de Bahah, algumas horas depois de tiros terem sido disparados contra a comitiva do primeiro-ministro.

Os tiros ocorreram depois de Bahah ter participado de uma reunião com o presidente Abdrabuh Mansur Hadi. De acordo com a ministra da Informação, Nadia Al Sakkaf, o primeiro-ministro saiu ileso.

Pelo menos 18 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na sequência de violentos confrontos entre soldados do governo e milicianos xiitas, em vários setores da capital, na segunda (19) e na terça-feiras (20), disseram fontes médicas.

Os milicianos conseguiram tomar o palácio presidencial, na zona sul de Sana.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!