Início / Mundo / Vulcão japonês entra em erupção e autoridades evacuam a Ilha de Kuchinoerabu

Vulcão japonês entra em erupção e autoridades evacuam a Ilha de Kuchinoerabu

Uma violenta erupção hoje (29) do vulcão Monte Shindake, no sudeste do Japão, forçou à evacuação da Ilha de Kuchinoerabu, com cerca de 140 habitantes, enquanto uma coluna de cinzas se espalhava pelo céu da região.

Câmaras da Agência Meteorológica do Japão capturaram o momento em que o vulcão entrou em erupção e a subida aos céus de uma nuvem de fumaça negra, que chegou a atingir 9 mil metros, acompanhada de um tremor vulcânico de cinco minutos.

A Agência Meteorológica do Japão aumentou o nível de alerta para cinco – o mais alto na escala STI – e ordenou que os 140 moradores da ilha fossem evacuados.

A agência revelou que “não houve feridos ou danos” que tenham sido comunicados na sequência da erupção, que ocorreu oito meses depois que 57 pessoas morreram após o Monte Ontake, no Japão Central, ter entrado em erupção sem aviso prévio.

O organismo explicou também que os fluxos piroclásticos – uma mistura de gases quentes do vulcão, cinzas e correntes densas de fragmentos de rocha – tinham alcançado a costa noroeste da ilha em direção a um dos portos marítimos.

As cinzas cinzentas cobriram os quebra-mares atracados no porto e descoloriram o mar.

A erupção teve início às 10h no horário local (1h em Brasília) e, durante a tarde de hoje o vulcão ainda se mantinha em atividade.

O diretor da divisão da agência de vulcanologia, Sadayuki Kitagawa, advertiu que o perigo ainda não acabou. “É possível que erupções voltem a ocorrer em uma escala semelhante no futuro. Estamos avisando os moradores sobre os fluxos piroclásticos e pedimos aos moradores para obedecer às instruções de evacuação”, disse.

O Japão se localiza na junção de várias placas tectônicas da terra e do país e tem vários vulcões em atividades.

 

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!