Início / Mundo / Aliados de rebeldes xiitas no Iêmen aceitam proposta de cessar-fogo

Aliados de rebeldes xiitas no Iêmen aceitam proposta de cessar-fogo

Os militares iemenitas aliados dos rebeldes xiitas huthis disseram hoje (10) terem aceitado o cessar-fogo humanitário proposto pela Arábia Saudita que lidera, à frente de uma coligação internacional, os ataques aéreos no país.

“Na sequência da mediação de países amigos com vista ao estabelecimento de uma trégua humanitária que acabará com o tirânico bloqueio, permitindo aos barcos alcançarem os portos iemenitas e possibilitando a entrada de ajuda humanitária, anunciamos concordar com o cessar-fogo”, disse o porta-voz do exército iemenita leal aos rebeldes huthis, coronel Sharaf Luqman, à agência noticiosa Saba, controlada pelo grupo xiita.

No entanto, os próprios rebeldes ainda não afirmaram se concordam com a proposta do ministro dos Negócios Estrangeiros saudita, Adel al-Jubeir, para um cessar-fogo humanitário de cinco dias, com início a partir de terça-feira (12).

Adel al-Jubeir, disse, porém, que o cessar-fogo só entraria em vigor se os rebeldes huthis e os que apoiam as milícias assumissem o compromisso de respeitar a trégua. Ele deu a declaração após a reunião em Paris, na sexta-feira (8), entre líderes da região do Golfo e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Aviões da coligação internacional liderada pelos sauditas bombardearam hoje a residência do ex-presidente do Iêmen Ali Abdallah Saleh, após uma noite de intensos ataques a contraposições rebeldes.

Dois ataques aéreos tiveram como alvo a casa de Ali Abdallah Saleh no centro de Sanaa (capital do Iêmen), embora se acredite que o antigo chefe de Estado se encontre atualmente fora da capital iemenita.

Comentários

comentários

Veja Também

EUA suspendem isenção de vistos para 38 países de três continentes

Os Estados Unidos anunciaram hoje (16) que irão modificar as regras para isenção de vistos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!