Início / Maraú / [Maraú] Carta de esclarecimento dos professores marauenses

[Maraú] Carta de esclarecimento dos professores marauenses

Cidadãos e cidadãs marauenses,

Nós, profissionais em educação desse município não somos irresponsáveis tampouco mercenários. Paralisamos as aulas em resposta à falta de respeito para com a nossa classe.

Sabemos que

não é fácil aceitar a ideia de seu filho, neto e sobrinhos, por exemplo, fiquem fora da sala de aula, entretanto tentem nos entender, somos pais, avós e tios também, porém estamos lutando por direitos adquiridos desde 2008. Para que os senhores tenham uma melhor noção da gravidade da situação, o Projeto de Lei nº 022/2013, elaborado às escondidas e, que foi aprovado nesta quarta-feira (30/10/2013) revogando algumas gratificações, resulta, em alguns casos, na diminuição salarial de até R$ 1020,00. Logo não se trata de pedido de aumento, mas sim garantia e respeito aos nossos direitos adquiridos os quais conquistamos com muito diálogo e negociação.

A secretária de educação e a gestora municipal falam para os quatro cantos do município que o caos do sistema educacional deve-se aos salários dos profissionais de educação. Longe disso ser verdade, pois o atual secretário municipal de administração, que durante o processo de elaboração do Plano de Cargos e Salários dos Profissionais em Educação encontrava-se na condição de Vereador Municipal e, inclusive como um dos membros da Comissão Parlamentar de Educação, por diversas vezes afirmou que o município de Maraú tinha plenas condições de pagar o salário proposto e todas as gratificações com os seus respectivos percentuais, melhor, ele ressaltou por algumas vezes que a viabilidade financeira permitia reajustes no que diz respeito aos percentuais.

Portanto senhores marauenses, está mais do que claro que os problemas do sistema municipal de educação estão diretamente ligados ao índice elevado de contratações, gratificações indevidas, remunerações exorbitantes para alguns funcionários, excesso de transporte escolar, sobretudo os transportes alternativos, além de locações de imóveis. Os vereadores Armando Nery e Rogério Lemos solicitaram, por mais de uma vez, ao Presidente da Câmara Municipal de Vereadores o envio de Ofício às Secretarias de Educação, Administração e Transporte, requerendo um relatório completo das locações de veículos e imóveis que são mantidos pela Prefeitura Municipal. Eles esperavam ser atendidos em até quinze dias, conforme os art. 10, 11 e 12 da Lei nº 12527/2011 da CF. Contudo, dois meses se passaram e, nenhuma resposta lhes foi dada. Mais uma vez fica notório que a verdade está escondida, pois quem não teme, age com transparência.

Amigos e amigas marauenses, queremos o melhor para o nosso município, para tanto precisamos apostar em nossas crianças e em nossos adolescentes. O nosso trabalho é realizado com intuito de torná-los cidadãos. Que espécie de mestres seríamos se cruzássemos os braços e assistíssemos a nossa derrota? Onde estaria a nossa cidadania? Somos cumpridores de nossos deveres. Por que não podemos cobrar os nossos direitos? Não queremos um centavo que não nos pertença, o FUNDEB 60%, fundo exclusivo para pagamentos de professores, gestores escolares e coordenadores pedagógicos, somado aos outros recursos destinados a educação totalizam uma média de 640 mil reais por mês, valor esse mais que suficiente para pagar a folha dos efetivos que gira em torno de 501 mil reais. O restante (139 mil reais) deveria ser destinado ao pagamento de professores contratados e de servidores de cargo comissionado, todavia essa quantia torna-se insuficiente, uma vez que a folha de pagamento dos contratados do FUNDEB 60% aproxima-se de R$ 300.000,00. A culpa é nossa? Será que o dinheiro é insuficiente ou o número de servidores são excedentes? Sentimos orgulho em trabalhar com professores contratados que tem compromisso com a educação. No entanto a prefeita deve estar atenta às receitas e despesas do município.

Contamos com a compreensão de todos.

Professores

Comentários

comentários

Veja Também

Clientes da Eletronet ficam sem internet após rompimento de cabo

Desde a última terça-feira, 5, os clientes da Eletronet, operadora que vende capacidade de rede …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!