Início / Esportes / Ligas europeias mostram descontentamento com proposta de Copa no fim do ano

Ligas europeias mostram descontentamento com proposta de Copa no fim do ano

Criado em 24/02/15 17h45 e atualizado em 24/02/15 17h57
Por Da Agência Lusa

Dirigentes de ligas europeias se posicionaram de maneira contrária à sugestão de alteração do período da Copa para novembro e dezembro de 2022 (entenda o caso).

O diretor-executivo da Liga Inglesa de Futebol, a Premier League, Richard Scudamore, manifestou o desapontamento com a recomendação: “(Estou) muito desapontado, é a palavra, é o que penso, em nome de todas as ligas da Europa, especialmente dos clubes europeus que dão a maioria dos jogadores ao Mundial”. Scudamore é um dos membros do grupo responsável pelo estudo das datas para o Qatar.

Andreas Rettig, diretor-executivo da liga alemã admitiu estar preocupado com o acréscimo nos encargos financeiros que a mudança pode trazer. “Um Mundial nesse período [de 26 de novembro a 23 de dezembro] representa uma sobrecarga na organização, mas também em nível financeiro para os campeonatos europeus”, considerou o “chefão” da ‘Bundesliga’.

Rettig entende que a Fifa terá mostrar que solução adotará, tendo em conta essas considerações, e que deverá estar atenta ao impacto que o Mundial terá sobre os melhores jogadores, com os mesmos jogos em menor período de tempo.

Para a Associação Europeia de Clubes (ECA), presidida por Karl-Heinz Rummenigge, a proposta do grupo de trabalho da Fifa não é uma surpresa. O ex-jogador, que também é presidente do Bayern de Munique, insistiu nas consequências financeiras de uma reprogramação.

“Todos os calendários europeus deverão parar na época o Mundial, o que implica uma vontade de compromisso de cada parte, razão pela qual não têm que ser os clubes europeus a suportar o peso financeiro”, defendeu Rummenigge, que considera que  os clubes terão que ser financeiramente compensados se for essa a decisão.

A Associação das Ligas Europeias de Futebol (EPFL) insistiu no mês de maio como data alternativa.

“A EPFL e os clubes expressaram o seu desagrado no que diz respeito à proposta, que perturbará e causará grandes danos ao normal funcionamento das competições internas na Europa”, defendeu a entidade, que é presidida pelo francês Frédéric Thiriez, em nota.

Neste comunicado, a EPFL revela que as datas propostas pelo grupo de trabalho que se reuniu em Doha apontam para que a Copa de 2022 seja disputada entre o período entre 19 de novembro e 23 de dezembro. No entanto, a EPFL garante que, na reunião de hoje em Doha, o presidente do grupo de trabalho disse que a proposta de maio “voltará a ser discutida pelo Comitê Executivo”.

“As Ligas e os clubes reiteraram, uma vez mais, uma solução conjunta para que o Mundial se realize em maio. Esta proposta foi estruturada e baseada em um estudo que aponta condições meteorológicas aceitáveis para jogadores e torcedores”, acrescenta a EPFL.

Creative Commons – CC BY 3.0

Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Comentários

comentários

Veja Também

Atletas que vão participar dos Jogos de 2016 visitam obras do Parque Olímpico

Atletas que vão participar dos Jogos Olímpicos Rio 2016 visitaram nesta terça-feira (15) as obras …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!