Início / Brasil / Comitê define regras para inclusão de áreas e famílias no Bolsa Verde

Comitê define regras para inclusão de áreas e famílias no Bolsa Verde

O Comitê Gestor do Programa de Apoio à Conservação Ambiental definiu os procedimentos para inclusão de áreas e ingresso de família no Programa de Apoio à Conservação Ambiental Bolsa Verde. A resolução foi publicada noDiário Oficial da União e entra em vigor hoje (26).

O Bolsa Verde, lançado em 2011, é parte do Programa Brasil Sem Miséria, e concede, a cada trimestre, um benefício de R$ 300 às famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas consideradas prioritárias para conservação ambiental, com aquelas ocupadas por comunidades tradicionais, ribeirinhas, extrativistas, populações indígenas e quilombolas.

O benefício é concedido por dois anos, podendo ser renovado.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, como 47% das 16,2 milhões de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza estão na área rural, a proposta é aliar o aumento na renda dessa população à conservação dos ecossistemas e ao uso sustentável dos recursos naturais. Beneficiários do Bolsa Família que moram nessas localidades também poderão ser incluídos no Bolsa Verde.

As novas áreas serão definidas pelo ministério e podem ser indicadas pelos órgãos parceiros. A pasta poderá propor ainda critérios e prioridades ambientais para indicação de novas áreas, incluindo aquelas relevantes para a conservação da fauna e flora ameaçadas de extinção.

Também foi publicada hoje a lista das áreas já incluídas no programa. Serão excluídas as que não possuem famílias recebendo o benefício ou que não cumpriram os critérios definidos hoje pelo comitê gestor.

Comentários

comentários

Veja Também

Epidemia do vírus Zika no Brasil completa um ano com desafio na área de pesquisa

Na próxima sexta-feira, (11) completa-se um ano desde que o Brasil foi oficialmente atingido por …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!