Início / Brasil / MP-RJ pede inquérito para apurar manifestação que fechou Ponte Rio-Niteroi

MP-RJ pede inquérito para apurar manifestação que fechou Ponte Rio-Niteroi

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) requisitou à 76ª Delegacia de Polícia (Niterói) a abertura de inquérito policial para apurar a responsabilidade pelo bloqueio da Ponte Rio-Niterói, na terça-feira

(10), durante manifestação de 200 empregados da empresa Alumini Engenharia, que trabalham no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, leste fluminense. O pedido foi feito por meio da 4ª Promotoria de Investigação Penal de Niterói.

Na avaliação da promotoria, a interdição da via causou transtornos à população e riscos à coletividade. “Por impedir que veículos como ambulâncias, carros de bombeiros e outros de utilidade pública transitassem. Prejudicou ainda milhares de pessoas em várias partes do Rio de Janeiro, na capital ou em outras regiões do estado, que sofreram reflexos do engarrafamento”, indica o pedido.

A promotoria quer também que a Concessionária CCR, responsável pela administração da Ponte Rio-Niterói, encaminhe as imagens da via. Além disso, pediu a convocação do presidente do sindicato ligado aos empregados e líderes da manifestação para prestar esclarecimentos. A promotoria pretende ainda que os policiais rodoviários federais que trabalhavam no dia expliquem as medidas adotadas para evitar riscos tanto aos manifestantes como aos motoristas.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!