Início / Brasil / Banda de Ipanema recebe homenagem por seus 50 anos neste carnaval

Banda de Ipanema recebe homenagem por seus 50 anos neste carnaval

banner_carnaval2015

A Banda de Ipanema, um dos mais tradicionais blocos de carnaval do Rio, faz 50 anos de fundação neste carnaval. Para homenagear a data, a prefeitura

inaugurou hoje (13) uma placa comemorativa na Praça General Osório, em Ipanema, na zona sul da cidade. A praça foi o local da primeira concentração do bloco, no carnaval de 1965.

Segundo o presidente da banda, Cláudio Luiz Coelho Pinheiro, a homenagem da prefeitura representa um marco não só para o bloco, mas para o carnaval carioca. “A história da Banda de Ipanema se confunde com a história do Rio de Janeiro. Nesses 50 anos, ajudamos a recuperar o carnaval de rua carioca e pretendemos continuar assim, levando alegria”, disse.

A placa, chumbada para evitar que seja arrancada por vândalos, foi afixada na rua Teixeira de Melo com a mensagem: “Nesta Praça General Osório, no dia 13 de fevereiro de 1965, a Banda de Ipanema fez o seu primeiro desfile, dando início à recuperação do carnaval de rua do Rio de Janeiro”.

Cláudio Pinheiro disse que a homenagem deve ativar a memória do carioca e reforçar uma das características do bloco, que é a diversidade. “Na Banda de Ipanema cada um pode se expressar livremente, é um espaço democrático, todos são bem- vindos. É o único rótulo capaz de traduzir o espírito da banda. Sempre foi e continuará sendo democrático. Senão, não seria a Banda de Ipanema”, destacou.

A inspiração para a criação da banda surgiu na cidade de Ubá, em Minas Gerais, em 1959, depois que alguns dos fundadores assistiram ao desfile da agremiação Phylarmônica Em Boca Dura, com os músicos desfilando e divertindo os foliões pelas ruas. Alguns anos depois, liderados por Albino Pinheiro, Ferdy Carneiro e os cartunistas Jaguar e Ziraldo, a Banda de Ipanema saiu pela primeira vez e reuniu cerca de 10 mil pessoas. O desfile contrariou a recém instaurada ditadura militar, que proibia que mais de 50 pessoas se reunissem em locais públicos.

Nos anos seguintes, a banda agregou um público cada vez maior, chegando a 90 mil pessoas em um único desfile, e estabeleceu tradições, como a de homenagear personalidades e instituições relacionadas à cultura popular brasileira a cada ano e a apresentação de músicas eternizadas em outros carnavais, como as marchinhas, frevos, sambas de enredo e choros.

Este ano, a banda faz uma homenagem à cidade do Rio de Janeiro, que completa 450 anos em 1º março, e também celebra os artistas que completariam 100 anos em 2015, como Grande Otelo, Aurora Miranda, Orlando Silva, Humberto Teixeira e Raul de Barros, sem se esquecer de reverenciar o principal fundador e o fundador Albino Pinheiro, falecido em 1999.

Além de fazer história influenciando o surgimento de novos blocos de rua, a Banda de Ipanema foi o primeiro bem imaterial reconhecido oficialmente como patrimônio cultural da cidade do Rio, em janeiro de 2004, o que a tornou referência da cultura do carnaval carioca, com o objetivo de conservar a memória imaterial da cidade.

Neste carnaval, a Banda de Ipanema desfila amanhã (14) e na terça-feira (17) de carnaval, sempre com a concentração na Praça General Osório, às 15h, e o início dos desfiles às 17h30.

Comentários

comentários

Veja Também

Epidemia do vírus Zika no Brasil completa um ano com desafio na área de pesquisa

Na próxima sexta-feira, (11) completa-se um ano desde que o Brasil foi oficialmente atingido por …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!