Início / Brasil / Limpeza do Sambódromo no Rio será feita com água de reúso

Limpeza do Sambódromo no Rio será feita com água de reúso

banner_carnaval2015

Uma equipe de 621 garis vai se revezar em três turnos na limpeza diária do Sambódromo do Rio de Janeiro, com apoio de 67 máquinas e

equipamentos, entre os quais se destacam sopradores para agilizar a limpeza das arquibancadas, caminhões basculantes, compactadores, pás carregadeiras e minivarredeiras. O detalhe é que, para limpeza da pista da Marquês de Sapucaí, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) vai usar água de reúso, segundo informação divulgada pela companhia, que iniciou hoje (12) a limpeza prévia do local.

Rio de Janeiro - Desfile das escolas de samba do Grupo Especial no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. União da Ilha do Governador.

Apresentação de escolas de samba do Grupo Especial no Sambódromo no carnaval de 2014Arquivo/Agência Brasil

O assessor técnico da Comlurb, Jaime Strunkis, disse que os garis farão a limpeza diurna e noturna da Marquês de Sapucaí, antes e depois dos desfiles das escolas de samba, englobando pistas, arquibancadas, setores par e ímpar, vias laterais, concentração e dispersão, além de postos de saúde e do Terreirão do Samba. O esquema de limpeza se estenderá até o fim do desfile das campeãs, programado para o próximo dia 21. “Até o dia 21, estaremos lá [no Sambódromo], todos os dias”.

Um efetivo de 50 garis trabalhará por noite na Estrada Intendente Magalhães, em Campinho, na zona oeste da cidade, onde ocorrerão os desfiles das escolas de samba das séries B, C e D e do Grupo 2. Eles atuarão em regime de 12 horas por 36 horas. “Eles trabalham de 19h às 7h do dia seguinte”, disse Strunkis.

No centro do Rio, onde desfilarão vários blocos de carnaval de rua, o efetivo totaliza 240 garis. A Comlurb vai colocar 1.100 contêineres para descarte de resíduos do Sambódromo, 140 no Terreirão do Samba e 200 na Estrada Intendente Magalhães.

Strunkis informou que, nos nove postos médicos instalados na Marquês de Sapucaí e no Terreirão do Samba, serão designados 11 garis que já trabalham em hospitais municipais do Rio, “uma vez que eles já têm experiência nessa área”. Já a limpeza interna de camarotes e frisas será de responsabilidade das próprias empresas que adquiriram os espaços para o carnaval deste ano.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!