Início / Brasil / Rio lança campanha para evitar desaparecimento de crianças no carnaval

Rio lança campanha para evitar desaparecimento de crianças no carnaval

banner_carnaval2015

O período do carnaval movimenta um número grande de pessoas na cidade, aumentando os fatores de risco de desaparecimento de crianças e adolescentes. Para evitar que o

número de ocorrências cresça, o SOS Crianças Desaparecidas, vinculado à Fundação para a Infância e Adolescência, e a Polícia Civil promovem, até o fim da tarde de hoje (12), uma ação na Rodoviária Novo Rio, na capital fluminense. O objetivo é alertar os pais para a necessidade de reforçar a atenção com as crianças e adolescentes durante o carnaval.

Serão distribuídos panfletos educativos e 12 mil pulseirinhas de identificação com o nome da criança, dos responsáveis e do telefone para contato. A escolha do terminal rodoviário deve-se ao grande fluxo de passageiros que chegam para o carnaval no Rio ou que resolvem passar o feriado fora da capital fluminense.

Rio de Janeiro - Comemorando os 449 anos da cidade do Rio de Janeiro, um dos mais antigos blocos, o Bola Preta, abriu hoje (1 ) o carnaval de rua carioca (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Consumo de bebida alcoólica e grandes aglomerações são fatores que contribuem para desaparecimento de crianças durante o carnaval, alerta coordenador do SOS Crianças DesaparecidasTomaz Silva/Agência Brasil

O coordenador do SOS Crianças Desaparecidas, Luiz Henrique Oliveira, recomenda que os pais, antes de sair de casa, “colocaquem um crachá com nome e telefone e ensinem à criança o número do telefone e o endereço de casa”. Segundo ele, o desaparecimento de menores está ligado ao consumo de bebidas alcoólicas e aos eventos com grandes aglomerações. “Tem as pessoas que se distraem nesse momento de festa e tem as que consomem bebidas alcoólicas. E a criança acaba sendo vítima de um desaparecimento temporário. Nós queremos evitar esse transtorno”, destacou Oliveira.

Para o metalúrgico Milton Carlos, de 41 anos, que viajava com a filha, é importante orientar as crianças antes de sair de casa. “Esse tipo de campanha é importante e ajuda muito na hora que a criança se perde. Essa identificação é necessária. Graças a Deus, eu nunca passei por isso e falo para minha filha, de 12 anos, que, se ela se perder, é para pedir ajuda a algum guarda e entrar em contato com a gente.”

O Rio conta com uma Delegacia de Descoberta de Paradeiros, inaugurada em setembro do ano passad, e as autoridades policiais começarão a avaliar, a partir deste carnaval, o número de crianças e adolescentes desaparecidos no período de festas. Os policiais civis ofereceram orientações sobre registros de ocorrência policial. Uma das principais recomendações é o registro imediato dos casos, sem necessidade de aguardar 24 horas. Eles também recomendam levar uma foto da pessoa desaparecida para facilitar a identificação durante as buscas.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!