Início / Brasil / Seis cidades de São Paulo têm aumento nos casos de dengue

Seis cidades de São Paulo têm aumento nos casos de dengue

Dengue

Seis cidades de São Paulo têm aumento nos casos de dengue no primeiro mês de 2015Arquivo/Agência Brasil

A capital paulista e mais cinco cidades do interior registram crescimento dos casos

de dengue no primeiro mês do ano em relação a 2014. Em Guararapes, no noroeste paulista, o número é 182 vezes maior do que o verificado no mesmo período de 2014. Foram 731 casos confirmados neste ano e 1.355 notificações. Em janeiro do ano passado, foram quatro registros da doença. O levantamento da prefeitura aponta três mortes. No último dia 22, o município, com cerca de 30,5 mil habitantes, decretou estado de emergência em razão da epidemia.

Dois médicos foram contratados para o centro de saúde e, segundo a prefeitura, os casos menos graves são tratados lá mesmo. Pacientes com sangramento ou vômito persistentes são levados para a  Santa Casa do município, para onde também foi contratado um médico que reforçará a equipe. Vinte e três agentes de saúde somaram-se aos 28 que atuavam na cidade. Nas casas onde forem encontrados criadouros do mosquito Aedes aegypti, o morador será notificado e no caso de reincidência pode ser multado em R$ 227. O código sanitário de Guararapes permite a aplicação da sanção.

Aedes aegypti mutante, Fiocruz

Falta de cuidados com o lixo e descuido da população causam a proliferação do Aedes aegypti Fiocruz/Divulgação

Situação parecida ocorre em Tanabi, também na região oeste. Foram registrados 110 casos no início de 2015. Em janeiro do ano passado, o município teve apenas oito casos de dengue. De acordo com a prefeitura, os números indicam que a cidade, 25 mil habitantes, passa por uma epidemia. O estado de emergência foi decretado no final de janeiro. O governo municipal avalia que o aumento dos casos ocorre por causa de um maior descuido da população em deixar que se formem os criadouros do mosquito. Foram intensificadas as campanhas de esclarecimento e a atuação dos agentes de saúde.

Na mesma região, Penápolis registra 529 notificações neste ano, das quais 209 confirmadas. Nos dois primeiros meses de 2014, o município, com quase 60 mil habitantes, teve cinco pessoas afetadas pela dengue. Foram feitos mutirões de limpeza em pontos críticos na cidade, nos quais mais de 200 toneladas de lixo foram recolhidas. A prefeitura decretou estado de emergência no dia 29 de janeiro.

Os números de Sorocaba mostram que a cidade já tem quase o dobro de todos os casos de dengue ocorridos no ano passado. São 864, em janeiro, ante os 469 verificados em 2014. Desse total, 792 foram contraídos na própria cidade e 72 são importados, quando os pacientes retornaram doentes de outras localidades. De acordo com a prefeitura, os dados indicam que o município está em situação de emergência e, segundo os protocolos do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde, a coleta de sangue para sorologia será feita apenas por amostras. Na mesma região, Votorantim registra 25 ocorrências neste ano.

Os números da capital foram divulgados nesta quarta-feira pela Secretaria Municipal da Saúde e mostram um cenário preocupante para 2015. Segundo o levantamento, de 4 a 24 de janeiro, foram registrados 1.304 notificações da doença. Destas, 120 são autóctones (contraídos no município) já confirmados. No mesmo período do ano passado, ocorreram 495 notificações e 45 casos confirmados. Na avaliação da prefeitura, se esse ritmo continuar, pode-se chegar a 90 mil casos de dengue neste ano. Em 2014, a cidade teve 28.995 casos, com 14 mortes.

No próximo sábado (7), será promovido o Dia D de Combate à Dengue, quando o Ministério da Saúde divulgará os dados nacionais e regionais dos casos da doença neste ano.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!