Início / Brasil / Polícia do Rio prende acusado de fraudar a Previdência Social

Polícia do Rio prende acusado de fraudar a Previdência Social

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu hoje (28) Jair Almagro da Silva, acusado de praticar fraudes na Previdência Social, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A prisão foi

feita por policiais da 59ª Delegacia de Polícia (Duque de Caxias) no momento em que Jair ia sacar um beneficio de R$ 744 em uma agência do Banco Itaú, na Praça Humaitá.

De acordo com a polícia, ao ser abordado pelos agentes Jair apresentou documentos falsos em nome de Ricardo Ribeiro. Com ele, foram apreendidos o registro de identidade com foto, CPF, cartão do banco Itaú e comprovante de cálculo para recebimento da Previdência Social. Jair levava também mais sete documentos para criar outros benefícios fraudulentos em nome de pessoas inexistentes.

Pelas investigações, ele já fraudou R$ 300 mil no banco. No dia 23 de dezembro do ano passado, os policiais da 59ª DP prenderam Maria Aparecida de Paula, que fraudou RS 500 mil também no Banco Itaú.

As apurações indicam que a quadrilha é compartimentada e as tarefas específicas são realizadas por diversas pessoas. Conforme a polícia, um integrante escolhe o nome falso, dados cadastrais, endereço, nascimento, filiação e os demais dados do documento que será falsificado. Na sequência é escolhido quem vai ao banco retirar o beneficio, colocando sua foto no documento falso. Após essa etapa, vai até o Correio e com identidade falsificada cria um CPF de falso contribuinte.
.

Comentários

comentários

Veja Também

Justiça nega pedido de suspensão e mantém Enem em duas datas diferentes

do UOL A juíza Federal Elise Avesque Frota, substituta da 8ª Vara Federal do Ceará, …

Deixe uma resposta