Início / Brasil / Com a greve dos vigilantes, farmácia do Distrito Federal é assaltada

Com a greve dos vigilantes, farmácia do Distrito Federal é assaltada

A Secretaria de Saúde informou hoje (23) que, em decorrência da greve dos vigilantes, a farmácia do Adolescentro, na Quadra 605 Sul do Plano Piloto, foi alvo de ação criminosa,

que culminou na retirada de quatro caixas de medicamento controlado. A greve dos vigilantes do Distrito Federal (DF) entrou nesta sexta-feira no segundo dia, com o fechamento da grande maioria dos bancos.

Em nota, a secretaria diz que pediu auxílio dos órgãos de segurança para manter a ordem nas unidades que integram a rede pública de saúde do DF. O Hospital de Base, que é o maior do Entorno do Distrito Federal, recebeu reforço de dez policiais, uma base comunitária e equipes do Corpo de Bombeiros. O Hospital Regional da Asa Norte terá o mesmo número de agentes policiais. Os outros hospitais contarão, no mínimo, com quatro policiais por turno.

Os vigilantes rejeitaram a proposta de 7,5% de reajuste salarial e aumento de R$ 4 no vale-alimentação, defendida pelo sindicato laboral e pelo das Empresas de Segurança Privada, Sistema de Segurança Eletrônica, Cursos de Formação e Transporte de Valores do DF (Sindesp/DF). A categoria reivindica 15% de aumento nos salários e de R$ 7 no vale-alimentação.

Ainda hoje, às 16h, haverá nova assembleia no Setor Bancário Sul, na Praça do Cebolão, para a categoria discutir a proposta.

Segundo comunicado da diretoria do Sindesp/DF, nos últimos três anos, os vigilantes tiveram ganho real de mais de 35% acima da inflação. O sindicato pede que os empregados reflitam sobre a atual situação [financeira] do DF e compreendam que uma greve pode agravar a situação da categoria.

Comentários

comentários

Veja Também

Epidemia do vírus Zika no Brasil completa um ano com desafio na área de pesquisa

Na próxima sexta-feira, (11) completa-se um ano desde que o Brasil foi oficialmente atingido por …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!