Início / Brasil / Ministério da Saúde vai ampliar parcerias com prefeitura de Niterói

Ministério da Saúde vai ampliar parcerias com prefeitura de Niterói

O Ministério da Saúde vai ampliar a parceria de serviços com a prefeitura de Niterói, investindo no custeio do funcionamento de unidades de saúde do município, após a conclusão das obras

de reforma em hospitais como o Orêncio de Freitas, a Policlínica do Largo da Batalha e a Unidade Mário Monteiro. O assunto foi tratado em audiência em Brasília, na última terça-feira (20), do prefeito Rodrigo Neves com o ministro Arthur Chioro.

Participaram também da audiência a secretária municipal de Saúde, Solange de Oliveira, e o deputado federal eleito Chico D’Angelo (PT-RJ)). Segundo informação da prefeitura, o ministro Chioro disse que apoiará a cidade na manutenção dos serviços de saúde prestados por essas unidades, além de reconhecer os esforços da atual gestão na reconstrução e requalificação da rede de saúde.

O prefeito Rodrigo Neves disse que é fundamental o aporte de recursos do ministério para qualificar e expandir as unidades de saúde. Ele lembrou a reabertura do Hospital Getulinho, em 2013, a implantação da nova Policlínica do Largo da Batalha e a requalificação, reforma e ampliação de unidades como a Mário Monteiro, além da expansão do Programa Médico de Família com recursos próprios.

O ministro Arthur Chioro salientou que o conjunto de iniciativas adotadas pelo prefeito é coerente com as políticas do Ministério da Saúde, e explicou que será estabelecida prioridade no sentido de trabalhar com a prefeitura de Niterói. Chioro ressaltou que a cidade tem se transformado em referência não somente para Rio de Janeiro, mas para o país, em termos de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), e o ministério apoia as administrações que têm compromisso com a saúde.

Para a secretária municipal de Saúde, o resgate do acesso e da qualidade da saúde em Niterói criou uma demanda crescente, que sobrecarrega as unidades de urgências e hospitais. “Vivemos cenário de mudança no perfil do atendimento dos hospitais do estado, direcionado para serviços de alta complexidade, isso aumenta a demanda municipal nas questões clínicas e de média complexidade. Essa parceria do Ministério da Saúde e a disponibilidade em cooperar com o financiamento desses serviços é de fundamental importância para podermos suprir os atendimentos, que vêm crescendo”, disse ela.

Comentários

comentários

Veja Também

Epidemia do vírus Zika no Brasil completa um ano com desafio na área de pesquisa

Na próxima sexta-feira, (11) completa-se um ano desde que o Brasil foi oficialmente atingido por …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!