Início / Brasil / Estado de saúde do menino atingido por bala perdida no Rio é grave

Estado de saúde do menino atingido por bala perdida no Rio é grave

Está internado em estado grave, no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, o menino Asafe William Costa, de 9 anos, vítima de bala perdida. Ele foi

atingido na cabeça na tarde do último domingo (18) dentro da área recreativa do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Honório Gurgel, zona norte do Rio de Janeiro.

O menino recebeu os primeiros atendimentos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, e foi transferido para o hospital de Duque de Caxias. Asafe permanece com a bala alojada na cabeça perto do olho direito e realizou um procedimento de limpeza do ferimento. De acordo com o hospital, a cirurgia para a retirada da bala deve ocorrer dentro de três dias.

A mãe do menino afirma que não houve atendimento no Sesi. De acordo com a assessoria do órgão, dois funcionários do clube prestaram os primeiros socorros enquanto foi solicitado o atendimento de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas os pais da criança preferiram não esperar a chegada do socorro médico e levaram o menino para o hospital mais próximo. O Sesi informou ainda que já entraram em contato com a família e continuam à disposição para qualquer necessidade.

O caso foi registrado na 31ª Delegacia de Polícia (DP), em Ricardo de Albuquerque, que instaurou inquérito para apurar o crime de lesão corporal. Os familiares do menino e os funcionários do Sesi serão chamados para prestar depoimento na unidade policial. As investigações estão em andamento para apurar o fato. Os agentes também estão à procura de câmeras de segurança instaladas no clube para análise das imagens.

Foi o segundo caso de criança baleada em um mesmo fim de semana na cidade do Rio. Larissa de Carvalho, de 4 anos, morreu após ser baleada também na cabeça, no último sábado (17), em Bangu, zona oeste, enquanto andava na rua com os pais. Ela foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, onde sofreu uma parada cardíaca e logo depois foi transferida para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, onde faleceu.

O enterro da menina será amanhã (20), às 10h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Piedade, zona norte do Rio. A família decidiu doar os órgãos. A Divisão de Homicídio da Polícia Civil investiga de onde partiu o tiro que atingiu a criança. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado na 34ª DP, em Bangu, como “lesão corporal provocada por projétil de arma de fogo”.

Comentários

comentários

Veja Também

Epidemia do vírus Zika no Brasil completa um ano com desafio na área de pesquisa

Na próxima sexta-feira, (11) completa-se um ano desde que o Brasil foi oficialmente atingido por …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!