Início / Brasil / Distrito Federal vacina 215 mil pessoas contra gripe até o início da tarde

Distrito Federal vacina 215 mil pessoas contra gripe até o início da tarde

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou oficialmente hoje (30) e, no Distrito Federal, já com 215 mil pessoas imunizadas até o início da tarde. Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde do Distrito Federal, Tiago Coelho, isso representa mais de 40% da meta de 609 mil pessoas dos grupos de risco a serem vacinadas.

“Iniciamos a vacinação no dia 18 de abril para alguns grupos de risco, hoje é o Dia D e estamos acreditando que, com mais de 2 mil servidores engajados hoje, vamos chegar a 80% dessa meta”, disse Coelho, explicando que até o dia 20 de maio as doses da vacina estarão disponíveis nas unidades básicas de saúde do DF.

Devem receber a dose crianças com idade de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com doenças crônicas e profissionais de saúde. Povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional também serão imunizados.

Brasília - Ana Joaquina de Oliveira, de 102 anos, foi levada pela filha para receber a vacina no Drive Thru do Hospital Regional da Asa Norte no Dia D de mobilização contra a gripe (Elza Fiuza/Agência Brasil)

Brasília – Ana Joaquina de Oliveira, de 102 anos, foi levada pela filha para receber a vacina no Drive Thru do Hospital Regional da Asa Norte no Dia D de mobilização contra a gripe (Elza Fiuza/Agência Brasil)

No estacionamento do ambulatório do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no Distrito Federal, foi montado um serviço de drive thru para atender pessoas com dificuldade de locomoção.

A aposentada Ana Joaquina de Oliveira, de 102 anos, faz questão de comparecer todos os anos e segundo a filha Marlene de Oliveira Brito, de 73 anos, também aposentada, elas nunca mais tiveram gripe depois que passaram a se vacinar durante a campanha.

“Gostei muito do drive thru. Todos os anos íamos lá dentro, mas ela anda com dificuldade, a cabeça está boa, mas as pernas não ajudam. Ela faz questão de vir, todo mundo deveria vir, não é sacrifício”, disse Marlene.

Gripes que podem matar

A vacina que está sendo aplicada protege contra três subtipos do vírus da gripe: a influenza A – H1N1 e H3N2 e a influenza B.

O subsecretário explica que esses virus são um tipo diferente da gripe comum, porque tem uma taxa de letalidade muito maior. “Ela é muito mais forte que uma gripe comum e por isso pode levar ao óbito. No DF já temos cinco óbitos pelo H1N1 registrados, em outras unidades da federação esse número é muito maior. Então, as pessoas não podem pensar que é mais um tipo de gripe comum. Se vacinar também é prevenir que outras pessoas da família, do trabalho ou os vizinhos adoeçam e tenham um quadro de saúde agravado”, explicou.

Paulo Lisbão, de 38 anos, é funcionário publico e profissional de saúde e entende bem os riscos da gripe. Ele já se vacinou na última semana e hoje levou os filhos Thiago e João Pedro, de 4 e 2 anos respectivamente. “Eles choraram um pouco, mas faz parte do processo. Uma picadinha não é nada para a importância que a vacina tem esse ano para eles. São vacinas que protegem contra doenças virais, que podem ser potencialmente muito graves”, disse. “É muito importante que todos venham [aos posto receber a vacina]e que as crianças sejam vacinadas na época correta”, completou.

O aposentado Bendito de Almeida, de 65 anos, não se importou com o frio que fez no início da manhã e também esteve no Hran para a vacinação. “Tem mais de 10 anos que venho vacinando todos os anos e passei esse tempo todo sem gripe”, disse.

Dia D Nacional

A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 80% de um total de 49,8 milhões de pessoas. A escolha dos grupos prioritários, segundo a pasta, segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias.

O envio das doses da vacina começou no dia 1º de abril e pelo menos 22 estados decidiram antecipar o início da vacinação. Em todo o país, 65 mil postos de vacinação vão funcionar durante a campanha, que segue até o dia 20 de maio e conta com a participação de 240 mil profissionais de saúde.

 


fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários

Veja Também

Justiça nega pedido de suspensão e mantém Enem em duas datas diferentes

do UOL A juíza Federal Elise Avesque Frota, substituta da 8ª Vara Federal do Ceará, …

Deixe uma resposta