Início / Brasil / Prosseguem buscas por vítimas do desabamento de ciclovia no Rio

Prosseguem buscas por vítimas do desabamento de ciclovia no Rio

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro continua, desde o início da manhã de hoje (22), fazendo buscas contínuas nas imediações do local onde ocorreu o desabamento, ontem (21), de um trecho da Ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, em São Conrado, zona sul da cidade. O acidente deixou até o momento dois mortos: o engenheiro Eduardo Marinho de Albuquerque e o gari Ronaldo Severino da Silva.

De acordo com informação do quartel dos bombeiros, nenhum parente ou amigo fez contato com a corporação para reclamar outros desaparecimentos. A assessoria informou, porém, que, em razão do relato de testemunhas que presenciaram o desabamento, as buscas prosseguirão até o final da tarde de hoje, na tentativa de encontrar mais vítimas.

Uma das pistas da via foi liberada ao tráfego há poucos minutos, no sentido São Conrado da Avenida Niemeyer, disse o Centro de Operações da Prefeitura do Rio. A via segue fechada em direção ao Leblon. A recomendação para quem segue da Barra ou São Conrado para o Leblon é acessar a Autoestrada Lagoa-Barra ou o Alto da Boa Vista.

Em nota, a Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que a 15ª Delegacia de Polícia  (DP) prossegue com as investigações sobre o desabamento de parte da ciclovia, em São Conrado. De acordo com a nota, uma perícia foi feita ontem na praia onde estavam os corpos das duas  vítimas. A investigação foi reiniciada nesta manhã no local do desabamento da estrutura.

“Foram requisitados documentos relativos à obra das empresas responsáveis pela construção para análise dos peritos. Testemunhas estão sendo ouvidas na unidade e outras diligências estão sendo realizadas para esclarecer o ocorrido”, disse a Polícia Civil.


fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários

Veja Também

Justiça nega pedido de suspensão e mantém Enem em duas datas diferentes

do UOL A juíza Federal Elise Avesque Frota, substituta da 8ª Vara Federal do Ceará, …

Deixe uma resposta