Início / Brasil / Audição na quadra da Mangueira seleciona elenco para cerimônias da Rio 2016

Audição na quadra da Mangueira seleciona elenco para cerimônias da Rio 2016

Rio de Janeiro - Voluntários participam de audição especial de dança com coreógrafos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 que selecionam participantes das cerimônias de abertura e encerramento, na Vila Ol

Voluntários participam de audição especial de dança com coreógrafos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 para escolha de elenco das cerimônias de abertura e encerramento, na Vila Olímpica da MangueiraFernando Frazão/Agência Brasil

O Comitê Rio 2016 realizou hoje (19) na Vila Olímpica da Mangueira, zona norte da cidade, mais uma audição para seleção do elenco que participará das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, que ocorrerão no Rio de Janeiro a partir de agosto próximo.

Esta foi a terceira audição de elenco, as duas primeiras ocorreram em São Cristóvão e Madureira. Na de hoje, o foco foi o samba, mas a coordenadora de elenco, a italiana Adele Mosiello, disse que os coreógrafos também estavam de olho em quem não sabe dançar nada. “A audição é aberta a todo mundo que goste de participar de um grande show.” Mais duas seleções ocorrerão nos dias 29 e 30 deste mês, no Maracanã.

Segundo Adele, o requisito principal é “o desejo de se envolver em uma grande cerimônia, divertir-se, participar”. A italiana trouxe para o Rio sua experiência nos Jogos de Inverno de Sochi, na Rússia; e na Olimpíada de Londres.

Adele disse estar gostando muito do que tem visto nas audições. “As pessoas são muito entusiasmadas. Este é o país da dança, da festa. Eu já fiz outras olimpíadas e a melhor coisa que vi aqui é o entusiasmo.”

Rio de Janeiro - Voluntários participam de audição especial de dança com coreógrafos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 que selecionam participantes das cerimônias de abertura e encerramento, na Vila Ol

Tema da audição de hoje, na Vila Olímpica da Mangueira, foi samba. Cerimônias também terão ritmos como funk, charme e forróFernando Frazão/Agência Brasil

A gerente de cerimônias do Comitê Rio 2016, Maria Ilka Padilla, destacou a mistura de ritmos e aptidões das pessoas que se inscrevem nas audições. “É muito a essência do carioca e do brasileiro, de modo geral. O Brasil é um mix de culturas, de sons, de ritmos. E isso tem que estar muito presente e muito vivo nas cerimônias da Rio 2016. A gente quer muito essa integração de estilos, de sons, de ritmos, de culturas, porque isso é o Brasil”, disse.

Candidatos

A comerciária aposentada Euvanir Mariana, 73 anos, mora em Benfica e frequenta a quadra da Mangueira com a amiga Elza Gomes Batista, 72 anos, onde fazem hidroginástica e academia. Euvanir espera ser selecionada por sua alegria e espontaneidade, características que o brasileiro e o carioca têm de melhor. “Só de (a Olimpíada) ser aqui no Rio de Janeiro, já é muito bom. Estou muito animada. Se me chamarem, eu vou”, disse. Elza Batista fez coro com a amiga:“Vamos botar para quebrar”. Fazendo três horas de ginástica por dia, ela confia que será escolhida, para alegria das netas e da bisneta. “Eu consigo. É só me dar oportunidade.”

Mesmo usando uma bengala, a maquiadora carioca Lúcia Helena Blanc, 55 anos, também quer ser selecionada para as cerimônias da Rio 2016. Lúcia mora em Porto Alegre há 36 anos e está no Rio cuidando da mãe. A maquiadora lembra que assistiu pela televisão à abertura de olimpíadas em outros países e está animada com a realização do evento no Rio de Janeiro.

“Quero contribuir com o Brasil, com o meu estado. Amo dança e acho importante a gente prestigiar um evento dessa magnitude mundial. Vou realizar meu sonho, das minhas filhas e do meu netinho, para mostrar para ele, futuramente, que a vovó participou”.

Rui Miranda dança forró há mais de dez anos e acredita que o fato será uma vantagem para aprender as coreografias. Morador da Gávea, ele disse que não foi um problema se deslocar até a Mangueira, do outro lado da cidade, para tentar uma vaga no elenco das cerimônias. “É uma oportunidade única”.

Miranda não conseguiu comprar ingressos para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, por isso decidiu participar da audição para, mais que assistir, fazer parte da solenidade.

A analista administrativa Marta Mendonça Rocha, 42 anos, sempre dançou e por isso se animou a participar da seleção de elenco. “Pratico várias atividades esportivas, faço dança, vi o anúncio no jornal e decidi arriscar.”

Elenco

Segundo a coordenadora sênior de elenco dos Jogos, Diana De Rose, o índice de aproveitamento nas audições é quase total. As seleções começaram no fim de 2015 e cerca de dez mil participantes já foram escolhidos para as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada e da Paralimpíada.

Rio de Janeiro - Voluntários participam de audição especial de dança com coreógrafos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 que selecionam participantes das cerimônias de abertura e encerramento, na Vila Ol

Coreógrafos aplaudem apresentação de candidatos na audição de elenco para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016Fernando Frazão/Agência Brasil

No total, serão necessárias 12 mil pessoas para as quatro cerimônias, incluindo o cadastro reserva para eventual substituição. “Quanto mais, melhor, porque a gente não sabe qual vai ser a disponibilidade das pessoas depois que abrir a parte de calendário”, disse Diana.

Até o momento, a pessoa mais velha selecionada é um homem de 87 anos. A idade mínima para participar são 16 anos completos. Segundo Diana De Rose, as audições têm recebido, em média, 60% de mulheres e 40% de homens. Mais de 300 estrangeiros do mundo inteiro se inscreveram nas seleções.

A música escolhida para a audição de hoje na Mangueira foi Mais que Nada, de Jorge Benjor. A primeira assistente do coreógrafo-chefe, o inglês Bryn Walters, Renata Vieitas, disse que todos os diretores artísticos estão fazendo um mergulho na cultura brasileira. Por isso, ao lado do samba, também terão lugar ritmos como o funk, o charme e o forró. “A tentativa é abraçar todas as manifestações brasileiras, mesmo. Tudo é bem-vindo. Tudo que tem a ver com a brasilidade vai ser usado.”

Segundo Renata, o público pode esperar quatro cerimônias bem diferentes umas das outras, com diversos pontos de vista sobre a brasilidade. A assistente adiantou que, em uma das apresentações, haverá um grande livro de História do Brasil, com elementos e cenários ricos, danças variadas, teatro, palhaços.

Os ensaios para as quatro solenidades começarão no fim de maio e se estenderão até setembro, com encontros três vezes por semana, dois à noite e um aos finais de semana. A participação nas cerimônias da Rio 2016 é voluntária e não remunerada.


fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!