Início / Brasil / Rio antecipa início da vacinação contra a gripe

Rio antecipa início da vacinação contra a gripe

O início da vacinação contra a gripe foi antecipada no Rio para o dia 25 de abril. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, as vacinas estarão disponíveis para gestantes e mulheres com até 45 dias após o parto; crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, além de pacientes renais crônicos; os maiores de 60 anos, indígenas e profissionais de saúde.

O secretário Luiz Antônio Teixeira Jr. disse que a medida é uma forma preventiva de imunização dos grupos, que estão entre os prioritários, na campanha nacional do Ministério da Saúde, prevista para começar no dia 30 deste mês e que deve se estender até o dia 20 de maio.

Teixeira Jr. afirmou que, apesar de a situação do estado ser diferente da de São Paulo, em número de casos registrados, a imunização destes grupos pede prioridade. “São os que apresentam maior vulnerabilidade às complicações que a gripe pode causar”, disse.

Conforme dados da vigilância epidemiológica do estado, em 2016, exames laboratoriais confirmaram sete mortes nos registros de 12 casos de H1N1.

Pelos cálculos da secretaria, 4 milhões de pessoas serão vacinadas na antecipação. A expectativa é imunizar pelo menos 80% dessas pessoas. Em todo o estado, as vacinas estarão disponíveis em 3 mil postos de saúde. A vacina imuniza contra os três subtipos de vírus da gripe que mais circulam no inverno: H1N1, H3N2 e Influenza B.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, alertou para o fato de que na maior parte os casos de gripe não há complicações, mas entre os grupos prioritários, pode evoluir para formas mais graves. “A prevenção é fundamental. A vacina é segura e eficaz, protege contra os principais tipos de vírus da gripe”, disse.

A secretaria informou que a Influenza é uma doença viral febril, aguda, também conhecida como gripe, quase sempre benigna e autolimitada. Entre os sintomas estão febre, calafrios, tremores, dores de cabeça, dor de garganta e rouquidão, alterações respiratórias, como tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção costuma durar uma semana.

A transmissão é pelo contato com pessoas infectadas, ao tossir, espirrar ou falar. Mas pode também ser transmitida por contato com mãos e com superfícies contaminadas por secreções respiratórias.

Para prevenir, é preciso manter as mãos limpas após tossir ou espirrar; utilizar lenço descartável para higiene nasal e cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe.

Para as crianças que ficam em creches, a recomendação é de que os brinquedos sejam higienizados com água e sabão e o uso de lenço descartável para limpeza das secreções nasais e orais; lenços ou fraldas de pano devem ser trocados diariamente. 


fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!