Início / Brasil / Manifestantes protestam contra terceirização e deixam parque no centro de SP

Manifestantes protestam contra terceirização e deixam parque no centro de SP

Manifestantes das centrais sindicais contra o projeto de lei que regulamenta as atividades de terceirização no país deixaram o Parque Dom Pedro, no centro da cidade, às 11h. Os sindicalistas começaram o protesto às 6h, na Ponte das Bandeiras, sobre a Marginal Tietê, caminharam pela Avenida do Estado e encerraram o ato.

Os atos fazem parte do Dia Nacional de Paralisação, com protestos e manifestações em várias cidades do país. Em São Paulo, as lideranças estimam que cerca de 500 pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar fez uma estimativa de 200 manifestantes.

O presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores da Energia, Água e Meio Ambiente (Fenatema), Eduardo Chicão, disse que o projeto da terceirização, que aguarda votação pelo Senado, poderá precarizar o trabalho no país. “O que estão fazendo hoje em âmbito nacional é dizer que a regulamentação da terceirização é boa para o Brasil, isso não é verdade, vai precarizar o serviço e o sistema de trabalho no Brasil. O que eles querem é maximizar os lucros deles, em detrimento dos salários dos trabalhadores”.

O vice-presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Renê Vicente dos Santos, concorda que a terceirização será prejudicial aos trabalhadores. “O projeto vai no interesse de precarizar as condições de trabalhado, de retirar os direitos que temos hoje garantidos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Temos uma preocupação muito grande”.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!