Início / Brasil / Militantes do Educafro voltam a protestar em frente ao Ministério da Fazenda

Militantes do Educafro voltam a protestar em frente ao Ministério da Fazenda

Cerca de 60 militantes do movimento Educafro bloquearam, por duas horas, a portaria principal do Ministério da Fazenda, em Brasília. Eles pedem, entre outras reivindicações, a garantia de que todo aluno cotista negro, com renda inferior a 1,5 salário mínimo, tenha bolsa moradia, alimentação e transporte.

 

Segundo o movimento, o bloqueio de recursos do Ministério da Educação está prejudicando os programas voltados para a educação da população negra. A ocupação foi pacífica e sem incidentes. Os militantes fizeram uma roda de capoeira em frente ao ministério e gritavam palavras de ordem. 

Uma chuva que durou cerca de 40 minutos, na Esplanada dos Ministérios, fez com que os manifestantes usassem a portaria do prédio como abrigo, mas não chegaram a entrar no edifício. Apenas uma comissão de oito integrantes do Educafro subiu para o quarto andar onde se reuniram representantes da Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda. 

Os manifestantes foram embora após o encontro. O Ministério da Fazenda não informou o teor da conversa. O ministro Joaquim Levy está cumprindo agenda em São Paulo e não presenciou a manifestação. O número de manifestantes foi obtido com base em contagem da Agência Brasil

Essa é a segunda vez nos últimos dois meses que o Educafro promove atos no Ministério da Fazenda. Em março, eles ocuparam a portaria do prédio por duas horas. Na ocasião, 20 integrantes do movimento chegaram a entrar no prédio e acorrentaram-se às catracas de acesso, impedindo a entrada de servidores.

Comentários

comentários

Veja Também

Prazo para pagamento do Simples Doméstico é prorrogado até 21 de novembro

O Diário Oficial da União publicou a portaria que prorroga para 21 de novembro o …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!