Início / Bahia / Síndrome raríssima é diagnosticada em criança de Feira; Veja como ajudar

Síndrome raríssima é diagnosticada em criança de Feira; Veja como ajudar

Bruninho, uma criança de Feira de Santana, está entre as 27 pessoas do mundo que possui a raríssima síndrome Allan-Herndon-Dudley, que afeta a parte motora e o desenvolvimento.

Ainda não existe tratamento nem cura e a família da criança se reuniu para divulgar ao máximo o diagnóstico para tentar encontrar outros casos. Segundo o site Acorda Cidade, o pai de Bruninho, Willian Araújo, afirmou que quando a pessoa tem a síndrome é como se faltasse uma parte entre a tireóide o cérebro, o que impede o fluxo do hormônio T3. “Esse hormônio fica só acumulado na tireoide, impedindo o desenvolvimento da parte motora”, disse. A diferença entre o desenvolvimento do filho e de outras crianças só foi notado a partir dos quatro meses. “Outras crianças com quatro meses já começam a ficar durinhas e ele não, continuava molinho. Comentamos isso com a pediatra, que indicou uma neuro. A partir daí começou a investigação. A neuro passou vários exames e a princípio todos davam normais. Ela passou a fisioterapia de imediato três vezes por semana, mas a fisioterapeuta ficava receosa por não saber o que ele tinha e fazia até com mais cuidado. Só tivemos o diagnóstico esse ano, pois conseguimos através de um amigo ir para o Hospital das Clínicas em São Paulo”, disse Araújo. Como o garoto precisa de atenção especial, como alimentação batida e acompanhamento médico de neurologista, nutricionista, pediatra, fonoaudiólogo, hidroterapia, ecoterapia e principalmente fisioterapeuta, a mãe, Liziane Castro, resolveu parar de trabalhar. Por conta do alto custo o acompanhamento, ela decidiu investir 100% do tempo para ajudá-lo. “O acompanhamento é caro. Fizemos campanha para ir a São Paulo para o diagnóstico. Meu esposo só com o trabalho dele não consegue assumir os custos da casa e das viagens. Agora estamos pensando em fazer alguma campanha já que dia 21 de fevereiro ele tem uma consulta em São Paulo. Lá os médicos vão passar uma nova ressonância e vamos levar o resultado de outros exames”, afirmou. Quem quiser ajudar Bruninho basta fazer doações em dinheiro na Caixa Econômica Federal (Agência: 3800; operação 013; conta 12764-6; titular: Bruno de Castro Araújo; CPF 087.729.275-26).

Powered by WPeMatico

Comentários

comentários

Veja Também

Prefeitura de Itacaré continua trabalho de recuperação de estradas na zona rural

A Prefeitura de Itacaré continua realizando os serviços de recuperação das estradas que dão acessos …

Deixe uma resposta

error: Conteúdo pertence ao grupo Maraú Notícias!