Agenda dos candidatos à Presidência – 22/9/2014

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Zé Maria (PSTU)

Rio de Janeiro

5h30 – Panfletagem e conversa com os trabalhadores do Estaleiro Inhaúma. A atividade será no bairro do Caju, onde fica o estaleiro
9h – Panfletagem e caminhada no centro de São Gonçalo, durante a parada cívica de aniversário da cidade
16h – Caminhada e conversa com os moradores da Favela Jacarezinho

Aécio Neves (PSDB)

Betim (MG)

10h – Entrevista coletiva – Estádio Capelão, Rua Arthur Trindade, 81
10h30 – Carreata e caminhada – início na Avenida Bandeirantes, 17

Contagem (MG)

12h – Carreata – Avenida João César de Oliveira (início pela Praça Dr. Paulo Pinheiro Chagas com Avenida Olímpio Garcia)

Dilma Rousseff (PT)

Minas Gerais

16h30 – Caminhada na cidade de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, com concentração na Praça Central

Eduardo Jorge (PV)

Nova York

Premiação, promovida pelo C40, das dez cidades líderes em ações para mitigar e adaptar as mudanças climáticas. – The Manhattan Center

Eymael (PSDC)

São Paulo

8h30 – Entrevista na Rádio ABC – Avenida Pereira Barreto, 1.200 – Vila Dora, Santo André

10h – Responde aos eleitores pelas redes sociais

14h – Reunião com a equipe de campanha

16h – Entrevista à TVB, retransmissora da Rede Record em Campinas – Rua Romualdo Andreazzi, 516

18h– Decola de Campinas – Viracopos

19h – Aterrissa no aeroporto de Belo Horizonte

Levy Fidelix (PRTB)

Alagoas

10h – Entrevista coletiva

17h – Encontro com eleitores no comércio local, no centro da capital alagoana

Luciana Genro (PSOL)

Porto Alegre

11h30 – Caminhada na Rua dos Andradas – centro histórico

13h – Entrevista ao programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba – Rua Caldas Júnior, 219 – centro

14h30 – Entrevista ao jornal O Globo – Rua dos Andradas – Menino Deus, Porto Alegre

Marina Silva (PSB)

Brasília

9h– Encontro com Ciclistas – Dia Mundial sem Carro – Vaga Viva – Setor Comercial Sul, Quadra 5, Asa Sul
10h – Palestra – Associação Nacional de Educação Católica – Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio

São Paulo

17h – Diálogos Conectados – Um Papo sobre Direitos e Internet, promovido pelo Movimento Banda Larga É um Direito Seu – Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo- Rua Genebra, nº 25, centro, São Paulo

Mauro Iasi (PCB)

Agenda não divulgada

Pastor Everaldo (PSC)

São Paulo

16h – Sabatina Estadão/TV Cultura/YouTube

Rui Costa Pimenta (PCO)

Agenda não divulgada

 

Editor Graça Adjuto

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Povos indígenas e clima serão discutidos antes da 69ª Assembléia Geral da ONU

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

A três dias da abertura da 69ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), na próxima quarta-feira (24) em Nova York, serão realizados três eventos simultâneos sobre Povos indígenas, Clima e População. O primeiro deles, a Conferência Mundial sobre os Povos Indígenas começa hoje (22) com a apresentação de um relatório sobre a situação dos povos indígenas na América Latina, pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). Amanhã (23), os países-membros da ONU se reúnem para a Cúpula do Clima. Hoje também será realizada uma sessão da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento.

A Cepal apresenta nesta segunda-feira o documento Os Povos Indígenas na América Latina. O relatório será divulgado, em entrevista coletiva, pela secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena. O documento mostra dados demográficos sobre a população indígena latino-americana, informações sobre acesso à saúde, educação e outros indicadores de desenvolvimento.

Além disso, segundo a Cepal, ele apresenta uma análise sobre as conquistas das políticas regionais para os indígenas, aponta os desafios sobre a participação política deles e o respeito aos direitos coletivos desses povos.

Simultaneamente à Conferência Mundial Indígena, a ONU promoverá hoje uma Sessão sobre População e Desenvolvimento, Todos os eventos ocorrem na sede das Nações Unidas, em Nova York. Na quarta-feira (24), começa a 69ª Assembléia Geral da ONU e, conforme a tradição mantida desde a primeira conferência em 1947, o Brasil abrirá o debate geral.

A presidenta Dilma Rousseff deve viajar esta semana para Nova York.

Editor Graça Adjuto

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Sem dor! Novidades mostram que tratar varizes está mais fácil e rápido

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Novas tecnologias mais acessíveis e eficazes prometem colocar um fim num problema que atinge cerca de 40% das mulheres: as varizes. Mais que um problema estético, os vasos que se destacam especialmente nas pernas provocam dores.

Augusto Barroso mostra como a realidade aumentada facilita a localização de vasos e veias doentes (Foto: Divulgação)

Augusto Barroso mostra como a realidade aumentada facilita a localização de vasos e veias doentes (Foto: Divulgação)

Alem das dores, os vasos ainda provocam sangramentos, ulcerações (feridas) e podem até mesmo chegar a uma trombose, quando há um rompimento das veias. O assunto está sendo abordado neste final de semana, durante a III Jornada Baiana de Angiologia e Cirurgia Vascular, que apresenta inovações e discute o tratamento da doença varicosa.

De acordo com o cirurgião vascular Augusto Barroso, as varizes têm causas variadas e podem ter uma origem genética ou provocada por fatores diversos como o sedentarismo, a obesidade, as variações hormonais, os hábitos ruins, como o fumo. “Embora menos comum, os homens também sofrem com as varizes, numa proporção de quatro mulheres para cada homem”, explica o especialista que também é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.

Entre a população brasileira, cerca de 15% apresentam algum grau de insuficiência da veia safena, que é a veia mais longa do corpo. Quando as válvulas da safena não funcionam bem, o sangue passa a circular lentamente, o que provoca a dilatação dela, afetando outras veias e provocando as varizes.

Lasers  
Entre as novidades apresentadas estão o tratamento com o laser usado em conjunto com a escleroterapia com agulha guiados pelo aparelho de realidade aumentada, o Vien Viewer, procedimento conhecido como CLaCs, Cryolaser e Cryo escleroterapia.

“Esse aparelho guia o olhar do profissional pois consegue captar,  em tempo real, a imagem digital da veia, capturada até 1 centímetro de profundidade”, esclarece o especialista, pontuando que o equipamento filma, por meio de luz infravermelha, as veias doentes, não visíveis ao olho nu, e as projeta sobre a pele em tamanho muito maior, possibilitando usar o laser com a injeção de substâncias esclerosantes diretamente na veia doente, agindo diretamente na estrutura da veia.

“O método é inovador e, em muitos casos, substitui a retirada de veias e a cirurgia vascular”, atesta Barroso.

O especialista lembra que essa técnica tem algumas vantagens como a redução da dor por meio de uma espécie de analgesia feita com os aparelhos criógenos, que resfriam a pele a ponto de fazer a dor sumir ou reduzir bastante.

Outro procedimento que vem se destacando dentro das novas ofertas para o tratamento das varizes é  o laser transdérmico,  que consiste na emissão de pulsos de luz que penetram no corpo do paciente e fecham as varizes sem danificar a pele. “Uma das principais vantagens do tratamento com o laser transdérmico é o fato de não ser invasivo e os resultados aparecem rapidamente“, revela Gustavo Barroso.

Já o Endolaser utiliza a fibra ótica para o tratamento de varizes e vem sendo apontado como o que oferece os melhores resultados aos pacientes. O procedimento consiste na introdução de uma fibra ótica que conduz o laser pelo interior da veia safena doente. “Quando o laser é acionado dentro da veia do paciente, ele forma uma bolha térmica, cujo calor provoca o fechamento dessa veia”, explica Barroso.

A técnica, sem cortes e sem maiores traumas, com menos hematomas e inchaço, não produz sangramento, apenas isola a veia, corrige totalmente o problema sem precisar da retirada, como acontece na técnica convencional, chamada de Safenectomia. “Outra vantagem do método é que tratamos apenas o ponto doente da veia, a parte sadia é preservada”, aponta o médico.

O procedimento é realizado em pacientes que apresentam algum tipo de insuficiência na safena. Segundo Gustavo Barroso, a regulagem no aparelho permite ainda tratar a pele negra sem manchá-la, como geralmente ocorre.

Aumento
Em 2004, o pequeno aparelho que projeta sobre a pele, em tempo real, uma imagem digital capturada até 8 mm de profundidade foi premiado pela Revista Time como o invento científico do ano. De fato, o Vein Viewer tem ajudado os especialistas a tratarem vasos que nem eram visíveis a olho nu.

De acordo com Barroso, o equipamento filma, por meio de luz infravermelha, as veias doentes não visíveis ao olho nu e projeta uma realidade aumentada. “O aparelho surge como um importante aliado para os métodos de eficácia já comprovada no tratamento de varizes, pois permite a visualização de veias escondidas sob a pele e que influenciam diretamente nos ‘vasinhos’ aparentes”, esclarece.

A ultrassonografia vascular usada em conjunto com o laser endovenoso também tem sido uma ferramenta valiosa para pacientes e profissionais, pois possibilita ao médico as informações precisas sobre  o tamanho e a exata localização das veias (Correio da Bahia)

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » GIRO DE NOTÍCIAS

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Em busca do tetracampeonato, Bernardinho exalta reviravolta no ano

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Mal havia começado a temporada e, em junho, a seleção brasileira masculina de vôlei já era dada como morta. Nos sete primeiros jogos da Liga Mundial, ganhou apenas dois e perecia fadada a uma eliminação precoce, ainda na primeira fase.

(Foto: AFP)

(Foto: AFP)

Mas aí vieram quatro vitórias em cinco partidas, a classificação para a fase final, conquistando depois a prata no torneio – perdeu aquele título para os Estados Unidos. Pouco mais de 100 dias depois, o Brasil está classificado para sua quarta final consecutiva de Mundial de Vôlei, com uma campanha quase perfeita e nenhuma desconfiança sobre o time montado pelo técnico Bernardinho. Nem o fato de Murilo, principal nome da equipe, claramente estar jogando aquém da sua melhor condição física, coloca dúvidas sobre a qualidade da seleção brasileira no momento.

“Nenhum time passou por tantas provações como o nosso. Desde um início ruim na Liga Mundial, quando fomos muito criticados, depois fizemos vários jogos de vida ou morte ainda na Liga e, depois, aqui no Mundial, enfim, chegar aqui nos dá muita satisfação”, comentou Bernardinho, após a vitória por 3 sets a 2 sobre a França, neste sábado, em Katowice, na Polônia, que classificou o Brasil para a final.

Entre os segredos dessa reviravolta está a confiança que Bernardinho depositou no novato Lucarelli, que seguidamente tem sido o melhor pontuador da equipe. Na semifinal deste sábado contra a França, não foi diferente: foram 22 pontos do garoto de apenas 22 anos, hoje titular absoluto da seleção. Os centrais Lucão e Sidão, juntos, anotaram outros 29, dando opção de qualidade para o levantador Bruno.

“Para nós, foi um jogo um pouco chato, porque eles defendem muito, mas nós tivemos paciência, principalmente no tie break, quando conseguimos abrir um pouco de vantagem para conseguir essa vitória”, comentou Lucão, após a apertada vitória deste sábado sobre os franceses.

A França, que não era candidata a medalha antes do Mundial, acabou surpreendendo e chegou à semifinal como primeira colocada do seu grupo na terceira fase – o Brasil avançou em segundo lugar na outra chave, atrás da anfitriã Polônia, contra quem jogará novamente na final deste domingo. Mesmo assim, pelo peso da camisa, o time brasileiro era favorito neste sábado e mostrou isso em quadra.

“Pretendemos continuar uma história que começaram a escrever lá atrás, e colocar o nome do Brasil na história do esporte coletivo através de um tetracampeonato mundial consecutivo. Sonhamos isso desde abril, quando nos encontramos em Saquarema (no CT do vôlei brasileiro). Queremos muito esse título”, avisou Bruno, que é o capitão da seleção. (Correio da Bahia)

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » DE OLHO NO ESPORTE

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Dilma promete dar continuidade ao Programa Viver sem Limites

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

banner_eleições

Aproveitando o dia que marca a luta nacional das pessoas com deficiência, a candidata Dilma Rousseff, que disputa a reeleição à Presidência da República pelo PT, concedeu entrevista coletiva no Palácio da Alvorada para falar sobre o Programa Viver Sem Limites, ao qual promete dar continuidade se vencer as eleições de outubro.

Segundo a candidata, o programa atua em diversas frentes, como o estímulo à educação, por meio das associações de Pais e Amigos das Pessoas Especiais (Apaes) e iniciativas nas áreas de saúde, com a construção de centros de reabilitação e a implementação dos testes do pezinho e da orelhinha em quase todo o país; assistência social, com a garantia de retomada do Benefício de Prestação Continuada, caso o deficiente perca o emprego; e habitação, com preferência para essas pessoas no Minha Casa Minha Vida e a entrega de residências adaptadas para elas.

Dilma ressaltou também que o Brasil teve seu primeiro centro de treinamento de cães-guia, em Camboriú, Santa Catarina, e disse que pretende fazer mais cinco no próximo mandato. “É um recurso fundamental para os cegos, porque, além de terem guia, têm um amigo.”

A candidata destacou ainda a concessão de microcrédito para pessoas com deficiências, de forma a garantir independência financeira para elas e o empreendedorismo. Dilma informou que foi criada uma linha de empréstimo para essas pessoas com juros subsidiados. “É uma linha especial de microcrédito para pessoas com deficiências com juros subsidiadíssimos. Quem não gosta de juros subsidiados não gostaria de jeito nenhum dessa linha”, afirmou.

Na área de educação, ela disse que já providenciou e pretende continuar propiciando a adaptação de escolas e de transportes para os alunos, além de cursos bilíngues de letras. “Ampliamos a educação bilíngue, de letras e libras [língua brasileira de sinais]. Já criamos 13 cursos bilíngues, tem mais nove previstos até o fim do ano e, se não me engano, mais cinco até 2015.”  Segundo Dilma, até hoje, 1.100 municípios aderiram ao Programa Viver Sem Limites.

No começo desta semana a candidata petista fará campanha em Minas Gerais e depois viajará, como presidenta da República, para Nova York, para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Editor Nádia Franco

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Presidenta nega sucateamento do IBGE e diz que erro será apurado

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

 A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff    José Cruz/Arquivo ABr

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (21) que não vê “problemas de gestão” no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nem sucateamento da instituição. Na última sexta-feira (19), o instituto admitiu que errou ao divulgar dado da Pesquisa Nacional sobre Amostra de Domicílios (Pnad), segundo o qual a desigualdade social tinha voltado a crescer no Brasil e divulgou novo número, que mostra leve queda do indicador do ano passado para cá.

Em entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, a presidenta disse que o número de funcionários do IBGE subiu 7% entre o governo do ex-presidente Lula e o dela e ressaltou que o conselho diretor do instituto é formado por seus próprios funcionários, sem ingerência governamental. Segundo Dilma, foram criadas duas comissões para apurar a divulgação dos números errados. Uma, de “especialistas independentes, investigará se o padrão técnico da pesquisa foi cumprido” e outra, de sindicância do próprio governo, vai apurar responsabilidades. Os resultados devem ser divulgados em 30 dias.

Sobre a declaração da presidenta do instituto, Wasmália Bivar, de que não se sente confortável no cargo depois dos erros, a presidenta disse que se trata de uma questão pessoal e que não irá julgar antes das apurações. “Até agora, não vi nenhum problema de gestão. Eles têm um problema, sim, de querer fazer simultaneamente várias pesquisas. Tem hora que  querem fazer de um jeito, tem hora que querem fazer de outro. Agora, o governo não escolheu a data de divulgação, nós ficamos sabendo junto com vocês [imprensa], na mesma hora.”

Na entrevista, Dilma também voltou a garantir que a inflação começará a baixar até o fim do ano e decartou a possibilidade de um tarifaço. “Nós sabemos que a inflação tenderá para o centro da meta a partir de novembro, dezembro. Nós, e todo o mercado, temos essa expectativa. Também ficamos com uma certeza de que quem fala em tarifaço está mal intencionado. Porque 0,10 [ponto percentual] desse número deve-se ao aumento do preço da energia decorrente da seca. Aqueles que falam que é inexorável um tarifaço, eu não sei o que estão querendo fazer, porque não tem nenhuma necessidade de tarifaço, na medida em que tem vários aumentos ocorrendo ao longo do ano.”

Ela comentou ainda as críticas do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Marco Aurélio Mello, sobre o uso do Palácio da Alvorada (residência oficial da Presidência da República) para eventos e entrevistas relacionados à campanha eleitoral. Segundo Dilma, se ela não usar o palácio, ficará “sem teto”. “Eu respeito muito a posição do presidente do tribunal, mas quero lembrar que todos os meus antecessores usaram o palácio. Até porque, caso contrário, eu serei uma sem-teto. Eu não terei onde dar entrevista, porque não tenho casa aqui. Se não pode ser no Palácio da Alvorada, serei uma sem-teto e irei para a rua dar entrevista. Eu não tenho outro local”, afirmou.

Nesta seman,a a presidenta irá a Nova York para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Antes da viagem aos Estados Unidos, Dilma participará de evento de campanha em Minas Gerais.

Editor Nádia Franco

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Vitória vence Ba-Vi com virada na Arena, salta na tabela e empurra o Bahia para a degola

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

A festa voltou a ser rubro-negra depois de um Ba-Vi. Aos olhos atentos de mais de 25 mil torcedores na Arena Fonte Nova, o Vitória arrancou, de virada, o triunfo sobre o Bahia no clássico do returno do Brasileirão.

Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

O time pôs fim à sequência de oito embates sem conseguir vencer o maior rival. O Esquadrão saiu na frente com apenas cinco minutos de jogo, com Kieza, o Rubro-negro empatou logo em seguida, com Kadu e nos primeiros minutos da segunda etapa marcou o gol da virada com Luiz Gustavo, fechando em 2 a 1 o placar da partida da 23ª rodada.

 Com três pontos a mais, o Rubro-negro foi a 24 e deu um salto de seis posições na tabela, da lanterna para a 14ª colocação. De quebra, o Vitória ainda empurrou o Bahia de volta para a zona do rebaixamento. Com os mesmos 23 pontos, o Tricolor perdeu duas posições e caiu para 18º.
 O Leão sai de solo baiano para a disputa de seu próximo compromisso. Na quinta-feira (25), o Vitória encara o Palmeiras, no Pacaembu, às 19h30, em mais um embate de times da parte de baixo da tabela. A Arena Fonte Nova volta a ser o palco do Bahia na próxima rodada. Na quarta-feira (24) o Esquadrão recebe o Sport, com bola rolando a partir das 21h.
 Começou com tudo – Início de jogo em altíssima rotação na Arena Fonte Nova. Com o duelo pegado na disputa de bola, mas aberto, as duas equipes aproveitavam os espaços para buscar o ataque e a rede não demorou balançar. Logo aos cinco minutos o Bahia abriu o placar. Depois da bola cruzada para a área do Vitória, Kieza apareceu sem marcação e aproveitou para cabecear e iniciar a contagem. Mas o Leão foi rápido na reação e empatou três minutos depois. Richarlyson levantou para a área tricolor na cobrança de falta e Kadu completou depois do bate-rebate.
 O ritmo da partida continuou acelerado depois do empate, com o Vitória mostrando um pouco mais de controle de bola e dinamismo nos passes e ameaçando nas investidas em direção à área tricolor. O Bahia também não se intimidava, mas tinha mais dificuldade para conseguir completar as jogadas no ataque. A melhor chance rubro-negra depois do gol saiu aos 27 minutos, quando Nino mandou o cruzamento da direita, Dinei subiu na pequena área, mas cabeceou por cima do gol. O Esquadrão deu o seu susto aos 34′. Léo Gago pegou a sobra da bola cruzada na área do Vitória, mandou o chute e a bola passou perto, mas por cima do gol de Gatito.

Por muito pouco a virada rubro-negra não aconteceu aos 38 minutos de jogo, quando Roger Carvalho desviou o cruzamento para a área do Bahia de cabeça, mas a bola foi no chão e em seguida acertou a trave de Marcelo Lomba. Nos minutos restantes do primeiro tempo foram poucas as chances para os dois lados, com o embate equilibrado, e o empate prevaleceu até a saída para o intervalo.

Leão mais à frente – O Bahia voltou com modificação ofensiva para o segundo tempo, com Maxi no lugar de Léo Gago, mas foi o Vitória quem passou a tomar a iniciativa de ataque quando a bola voltou a rolar. E o passo à frente para buscar a virada acabou recompensado logo aos sete minutos da etapa final. Luiz Gustavo mandou o chute forte e rasteiro de fora da área, a bola acertou a trave e depois desviou na perna de Marcelo Lomba antes de invadir o gol. O Bahia não conseguia articular os passes para chegar no ataque e o Vitória aproveitava para continuar oferecendo perigo.

 Refletindo o momento de pressão do Vitória mesmo depois de virar, na marca dos 17 minutos, mais uma vez a comemoração rubro-negra parou na trave. Nino Paraíba mandou o cruzamento, Juan cabeceou e acertou o travessão de Marcelo Lomba. O Bahia demorou a mostrar objetividade na busca pelo empate e só voltou a chegar com perigo aos 30 minutos, com Rafinha. Ele mandou o chute de longe e a bola passou tirando tinta da trave no ângulo direito de Gatito Fernandez.
 Mesmo com a vantagem no placar, o técnico Ney Franco não deixou o time do Vitória recuar, seguiu fazendo mudanças ofensivas e provocou a equipe a continuar mostrando mais iniciativas que o Bahia. Com poucas chances criadas para mudar a situação, o Bahia não teve força para evitar a derrota diante do arquirrival. (Ibahia)

Bahia: Lomba; Railan, Demerson, Lucas e Pará; Uellinton, Rafael Miranda, Léo Gago (Maxi Biancucchi) e Marcos Aurélio (Branquinho); Rafinha e Kieza. Técnico – Gilson Kleina

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » DE OLHO NO ESPORTE

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Festival de cinema de Brasília presta homenagem a Eduardo Coutinho

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

 

47 Festival de Brasília do Cinema Brasileiro realiza seminário em homenagem a Eduardo Coutinho, no Museu Nacional da República. Na foto, a documentarista Beth Formaggini

Beth Formaggini destacou o legado do cineasta Eduardo CoutinhoWilson Dias/Agência Brasil

O documentarista Eduardo Coutinho foi homenageado neste domingo (21) no 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Especialistas em cinema, amigos e admiradores debateram a obra cinematográfica de Coutinho.

Para a documentarista Beth Formaggini, Coutinho deixa importante legado. “Com ele aprendemos muito sobre a ética, com a relação do diretor com o personagem, com as pessoas reais que ele transforma em atores. Ele radicaliza no filme, no jogo de cena, que você não sabe quem é o ator. A transformação da pessoa real em um ator que se autorrepresenta é uma coisa que ele conseguiu fazer e que deixa de herança”, disse Formaggini.

Além da homenagem, foi apresentada a segunda reimpressão do livro Eduardo Coutinho de Milton Ohata. O livro foi lançado em 2013, com a presença do cineasta, na Mostra de Cinema de São Paulo. É uma obra cronológica que reúne textos próprios de Coutinho, entrevistas e críticas.

47 Festival de Brasília do Cinema Brasileiro realiza seminário em homenagem a Eduardo Coutinho, no Museu Nacional da República. Na foto, o editor Milton Ohata

Milton Ohata escreveu livro sobre a obra de CoutinhoWilson Dias/Agência Brasil

“O Coutinho foi responsável por colocar o documentário brasileiro no mesmo nível do grande cinema de ficção brasileiro. Foi uma figura ímpar porque ele começou com um trabalho muito individual e, de repente, todo o trabalho dele virou uma referência para todos. Espero que a homenagem ajude a ampliar o público dos filmes dele e que o livro ajude a divulgar sua obra”, disse Milton Ohata.

Para Pedro Coutinho, filho do cineasta, Brasília foi um marco na carreira do pai, após a premiação de melhor filme para Santo Forte, na edição de 1999 do festival. “Ele teve momentos difíceis na carreira, e foi quando ganhou o prêmio em Brasília que voltou para o cinema de uma vez, com documentários em sequência para fazer o que ele pensava. Com a experiência e o apoio de amigos e produtores, ele conseguiu fazer só os filmes que ele queria, então era sempre muito feliz”, disse o filho Pedro.

Além do seminário e da apresentação de seis documentários, na terça-feira, no encerramento do festival, será exibida a cópia restaurada do filme Cabra Marcado para Morrer, de 1984. O filme é uma narrativa da vida de João Pedro Teixeira, um líder camponês da Paraíba, assassinado em 1962. As filmagens sobre sua história, interpretada pelos próprios camponeses, foram interrompidas pelo golpe militar de 1964. Após 17 anos, Coutinho retomou o projeto, cujo tema passa a ser o drama da família durante o regime militar.

Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi encontrado morto no dia 2 de fevereiro, dentro de casa, no bairro da Lagoa, no Rio. Dois dias depois, o filho do cineasta Daniel Coutinho confessou o assassinato.

Editor Beto Coura

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Mostra apresenta 20 espetáculos de dança contemporânea na capital paulista

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Com 20 espetáculos e duas exposições, além de outras atrações, a 8ª edição da Mostra do Fomento à Dança traz a expressão contemporânea para toda a capital paulista. São oito espaços, centros culturais e ruas da cidade que recebem, desde quarta-feira (17), projetos contemplados pela Lei de Incentivo à Dança. O evento vai até o próximo domingo (28).

“Uma coisa legal da mostra deste ano foi a expansão do evento, um pedido dos artistas, que queriam mostrar para toda a cidade como é rica a produção de quem faz a dança em São Paulo”, ressalta o coordenador do Núcleo de Fomento à Dança da Secretaria Municipal de Cultura, Marcus Moreno.

A mostra deste ano foi construída em parceria com uma comissão de artistas escolhidos entre os beneficiados pelo fomento. Desde que foi implantado, em 2006, o incentivo à produção contemporânea atendeu a 220 projetos de 68 companhias. “Do ponto de vista do fomento, sentimos que a produção é cada vez mais intensa”, destacou Moreno, ao falar sobre o impacto do programa na cena artística da cidade.

“Em decorrência do volume da produção, começaram a surgir outros profissionais envolvidos na dança, como iluminadores, cenógrafos, figurinistas, produtores e fotógrafos especializados nessa arte. Hoje, temos um mercado muito mais estruturado, que tende a crescer a cada vez mais”, avaliou Moreno

Parte dessa história poderá ser vista na exposição Décadas de Dança, de Célia Gouveia, uma das artistas que lutaram pela criação da lei que promoveu o incentivo a essa modalidade artística em São Paulo.  De acordo com o o coordenador do Núcleo de Fomento à Dança da Secretaria Municipal de Cultura, a mostra é fruto de uma sobre os trabalhos criados e registrados em fotos, vídeos e material de imprensa.

Também com o viés do resgate da memória, o Núcleo de Improvisação vai à Vila Maria Zélia, uma vila operária em ruínas, com o ensaio aberto Sob o Meu, o Nosso Peso. “A Zélia é uma artista da dança que tem um histórico muito importante na cidade. E o bairro da Maria Zélia foi fundado pela família dela. Então, por meio da dança, ela está fazendo uma visita ao bairro”,  disse Moreno.

Editor Nádia Franco

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Rio faz manifestação contra intolerância religiosa

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

A 7ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa reuniu cerca de mil pessoas na orla de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (21). Debaixo de chuva, os manifestantes, em sua maioria vestidos de branco, empunhavam cartazes contra a intolerância religiosa.

Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti, a caminhada reuniu adeptos de todas as religiões praticadas no país pelo mesmo objetivo. “O do respeito, da paz, da boa convivência. A caminhada sinaliza a cultura da paz”, comentou Ideli.

Para a ministra, o debate da diversidade religiosa deve ser garantido na rede escolar e defendida pelos comitês regionais. “Além do Comitê Nacional de Diversidade Religiosa, que funciona desde o início do ano, é muito importante que todos os estados brasileiros tenham seus comitês, porque em muitas situações os casos envolvem a estrutura dos governos estaduais, e as denúncias precisam ser feitas às autoridades estaduais e, em algumas situações, às municipais”, comentou.

De acordo com o membro do Conselho Espírita do Rio de Janeiro, Helio Ribeiro Loureiro, a adesão à causa não é suficiente, mas a caminhada ganhou grande visibilidade. “A união de várias religiões favorece o respeito. Essa é uma manifestação pacífica em busca de uma coexistência religiosa no Brasil”, comentou ele. Loureiro lamentou que ainda existam casos de intolerância religiosa, como o de um menino que disse ser espírita e sofreu bullying na escola.

O babalorixá Ivanir dos Santos e interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, disse que o Brasil sempre foi intolerante com as religiões afro-brasileiras. “Na época da escravidão, eram perseguidas, na República, [eram perseguidas] pelo Estado e pela polícia, e ultimamente por alguns setores neopetencostais”, comentou ele.  “Cristo pregou o amor, não o ódio. É uma contradição desses segmentos, pois no fundo isso não tem a ver com o divino, mas com preconceito, ambição, racismo e ignorância”, avaliou.

Ele disse ser vítima de duas ameaças de morte por suas crenças e sua luta, e citou  exemplos de discriminação cometidos em escolas públicas, como a de um rapaz judeu que foi desrespeitado por se negar a rezar e de um menino que disse ter sido barrado na escola por usar colares de candomblé.

Segundo o presidente da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro, Jaime Salomão, a intolerância religiosa tem aumentado no mundo devido ao radicalismo de algumas religiões. “Estamos vendo falta de tolerância dentro e fora do Brasil. Por isso temos que estar sempre unidos. Por meio do diálogo e da integração podemos avançar”, comentou.

Editor Beto Coura

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Oficina discute novos meios de buscar recursos para produção de filmes

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Durante dois dias, pessoas de diferentes partes do Distrito Federal reuniram-se em uma oficina no Sesc Ceilândia para discutir novos meios de buscar recursos e de fazer cinema de baixo custo no Brasil. O objetivo do curso, que terá nova turma segunda e terça-feira (22 e 23) é descobrir como pôr em prática projetos cinematográficos, sem depender apenas de editais ou apoio governamental. A oficina faz parte da programação do 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

47 Festival de Cinema de Brasilia deste ano tem mostra de filmes na cidade satélite de Ceilândia (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Ceilândia, região administrativa do DF, tem mostra de filmesFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os inscritos no curso tiveram, em dois dias, oito horas de troca de experiências com o produtor e diretor Cavi Borges. Segundo o cineasta carioca, a oficina tem como base seus próprios trabalhos. Ele cpmta que, na falta de apoio, buscou outras formas de financiar seus projetos. “Resolvi não esperar e criar um jeito próprio, alternativo, para burlar a burocracia e a falta de apoio que existe em todo o país. A produtora de Borges tem cerca de 50 colaboradores.

Mas, afinal, como conseguir as verbas? De acordo com ele, a matéria prima para esse tipo de trabalho é a parceria. Ao longo de dez anos, dos mais de 150 filmes feitos por ele e sua equipe, apenas quatro tiveram patrocínio convencional. 

“O curso ensina como juntar esse dinheiro? Nos meus filmes, faço parceria com canais de televisão e tem também o crowdfunding [financiamento coletivo], em que se pede dinheiro em troca de uma contrapartida. Se der R$ 50, ganha um DVD autografado. Se der R$ 100, participa de um dia de filmagem”, explica. As ideias não param por aí, diz Borges. “Não tem uma fórmula. Ficamos pensando em maneiras alternativas.”

A ideia é mostrar, principalmente para quem está começando, que existem outras maneiras de colocar projetos em prática, sem desanimar, nem desistir de fazer cinema, acrescenta o cineasta. Com debates, troca de ideias e experiências e atividades em grupo, os participantes foram conhecendo essas possibilidades.

Um dos 11 participantes da oficina, o produtor audiovisual Walter Sarça  saiu motivado do curso e satisfeito porque, além das ideias trazidas, conheceu outras pessoas. “No grupo havia muita gente talentosa e de áreas diferentes, que agregam possibilidades de produção de pequeno porte e com muita qualidade.”

 Mari Campelo (Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

      Dá para viver de cinema, diz Mari Campelo
      Fabio  Rodrigues Pozzebom/Agência  Brasil

A cineasta independente Mari Campelo, que produz filmes com pessoas de todo o Distrito Federal, saiu da oficina com boas ideias. “O curso trouxe uma experiência muito vasta, acrescentou muita coisa, apesar da realidade dele [Cavi Borges] ser o Rio de Janeiro. Dá para viver de cinema, buscando outras formas [de captar recursos], tentando ser criativo. E agora posso passar esse conhecimento adiante.”

Cavi Borges dá outra dica: ficar de olho nas novas tecnologias é importante. “Quando o curso acaba a galera fica estimulada, empolgada, querendo fazer, vendo que é possível. Só é preciso pensar outras formas, ficar atento”. Essa foi a primeira turma a debater o tema.

Editor Nádia Franco

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Acidente na br 101, próximo a Travessão, deixa vítima fatal de Ibirapitanga

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Nesta madrugada um acidente envolvendo dois carros de passeio com vítima fatal, nas proximidades da entrada do Tabuleiro, na Br 101, entre Ubaitaba e Travessão deixou uma vítima fatal.

acidente-21-0-2014 acidente-21-0-2014-2

O condutor de Ibirapitanga, conhecido como Deco, seguia de Ibirapiganta para Ubaitaba em seu veículo, um fiat Uno verde, eque seguia no sentido Ubaitaba e um outro veículo que seguia em direção a Salvador se chocaram após o o outro veículo perder o controle ao fazer a curva e invadir a contra-mão e bater de frente com o Uno. O motorista do carro branco, seguiu em estado grave para o hospital. O do Uno morreu no local.

O acidente aconteceu por volta das 3 horas da madrugada, mas somente pela manhã, por volta das 06 horas é que o DPT chegou no local. Não temos informações ainda do estado de saúde do outro condutor.

acidente-21-0-2014-3

Os internautas Cito nos enviaram as imagems pelo nosso grupo do Whats App. (73) 8115-1102.

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » GIRO DE NOTÍCIAS

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Detran afirma que vai continuar com as ‘Blitze do IPVA’

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

No mínimo um jogo de empurra deixa o cidadão que tem veículo na Bahia sem saber o que fazer. Na última terça-feira, uma ação da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Bahia (OAB-BA), impossibilitou o governo do Estado a fazer as apelidadas blitze do IPVA.131114

Na referida blitz, o governo apreendia os veículos em situação irregular. Hoje, em contato com o Aratu Online, o Departamento de Trânsito da Bahia (DETRAN-BA), informou que, enquanto a intimação não chegar ao órgão, as blitze continuarão normalmente. Não é o mesmo que diz a Procuradoria Geral do Estado, em nota, esse órgão afirma que os veículos não serão apreendidos e apenas os servidores da SEFAZ estarão acompanhando as blitz para o contribuinte que quiser efetuar o pagamento naquele momento possa assim fazer.
Veja a nota:
Os servidores fazendários acompanham as operações realizadas pela supracitada Autarquia para, justamente, proporcionar ao cidadão a oportunidade de quitar imediatamente os tributos e, por conseguinte, tornar-se apto ao licenciamento do veículo, sem o qual não pode circular, não por conta de dívida tributária, mas sim por força do disposto no Código Brasileiro de Trânsito. Tanto é assim, que os veículos isentos de IPVA não podem transitar sem licenciamento. (Verdinho/Itabuna)

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » GIRO DE NOTÍCIAS

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Ministro do TSE volta atrás e autoriza que site de apoio a Dilma fique no ar

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reconsiderou sua decisão e autorizou nesta quinta-feira (18)  a volta ao ar do site “Muda mais”, que apoia a candidatura da presidente Dilma Rousseff (PT) à reeleição.download

A página na internet é de responsabilidade do ex-ministro da Comunicação Social Franklin Martins, que comanda a campanha de Dilma na internet.

Na última terça (16), Herman Benjamin havia determinado que o site fosse retirado “imediatamente” do ar. A decisão atendia a uma reclamação da coligação da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva.

Ao rever a decisão de tirar o “Muda Mais” do ar, Herman Benjamin disse que recebeu informações da coligação de Dilma de que o site pertence ao PT. Portanto, de acordo com o ministro, não haveria violação à lei eleitoral. Herman Benjamin determinou, no entanto, que a coligação da presidente altere o registro do domínio do site para que a “titularidade seja formalmente associada ao PT”.

Ao determinar, na terça-feira, a retirada do site do ar, o ministro havia argumentado que o portal não é registrado na Justiça Eleitoral por Dilma, pelo PT ou pela coligação “Com a força do povo”. Ele explicou que a propaganda eleitoral na internet, autorizada desde o dia 5 de julho, pode ser realizada nos portais do candidato, do partido ou da coligação, com endereço eletrônico comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado, direta ou indiretamente, desde que o provedor esteja registrado no país. (G1)

UBAITABA.COM – Sempre Atualizado. » GIRO DE NOTÍCIAS

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

Aécio promete desburocratização para incentivar novos empreendedores

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+

banner_eleições

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, prometeu hoje (21) que, se for eleito, promoverá uma grande desburocratização nas pequenas e médias empresas e buscará meios de facilitar a forma de tributação para esses empresários.

“Vamos aumentar o limite para que as pequenas e microempresas façam suas declarações [de impostos] com base no lucro presumido. Isso atenderá também às médias empresas e aos profissionais liberais, buscando estimular essas pessoas a empreender cada vez mais”, disse ele durante visita ao Centro de Tradições Nordestinas de São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro.

O lucro presumido é uma forma de tributação simplificada para determinação da base de cálculo do imposto de Renda e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido. O lucro da pessoa jurídica é presumido a partir de sua receita bruta e de outras receitas sujeitas a tributação. 

O candidato tucano reafirmou o apoio à redução da maioridade penal nos casos de crimes hediondos e prometeu que, se for vitorioso nas eleições de outubro, intensificará a guerra às drogas, com controle mais rígido nas fronteiras e postura mais firme com alguns países vizinhos que, segundo ele, fazem “vista grossa” para a produção de drogas. “Construirei uma política externa, não para ser ‘gostado’ pelos outros países, mas para ser respeitado por eles”, afirmou.

Editor Nádia Franco

Agência Brasil

Compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Google+